Punir as crianças por mentiras não funciona

Punir as crianças por mentiras não funciona
"A ameaça de punição pode ter o efeito inverso, reduzindo a probabilidade de que as crianças digam a verdade quando incentivadas a fazê-lo."
[Imagem: McGill University]

As crianças são mais propensas a dizer a verdade ou para agradar um adulto ou porque acreditam que é a coisa certa a fazer.

Assim, se você quer que seus filhos digam apenas a verdade, é melhor não ameaçar puni-los se eles mentirem.

Isto foi o que pesquisadores descobriram através de um experimento simples envolvendo 372 crianças com idades entre 4 e 8 anos.

Mentira e idade

A equipe da professora Victoria Talwar, da Universidade McGill (Canadá), deixou cada criança sozinha em um quarto por 1 minuto com um brinquedo atrás delas sobre uma mesa, depois de ter pedido que a criança não pegasse o brinquedo durante a sua ausência.

Enquanto os pesquisadores estavam fora da sala, uma câmera de vídeo escondida filmava tudo o que se passava.

Quando os pesquisadores retornavam, eles faziam à criança uma primeira pergunta direta: "Quando eu saí, você se virou e pegou o brinquedo?"

No quesito desobediência, pouco mais de dois terços das crianças pegaram o brinquedo (67,5%). Para cada aumento de 1 mês de idade, as crianças tornaram-se ligeiramente menos propensas a desobedecer e pegar o brinquedo.

No quesito mentira, novamente cerca de dois terços delas mentiram (66,5%) - e com cada mês adicional de idade, elas mostraram-se mais propensas a dizer mentiras e mais hábeis em manter suas mentiras.

Motivos para dizer a verdade

Mas o que se revelou mais interessante foi que as crianças se mostraram menos propensas a contar a verdade quando estavam com medo de serem punidas do que quando lhes foi pedido para dizer a verdade, ou porque isto iria agradar o adulto, ou porque era a coisa certa a fazer e faria ela própria - a criança - sentir-se bem.

Quanto mais jovens as crianças, mais elas contaram a verdade para agradar os adultos. As crianças mais velhas disseram a verdade mais quando lhes era dito que era a coisa certa a fazer.

"A questão fundamental é que a punição não promove a apuração da verdade," disse a Dra. Victoria. "Na realidade, a ameaça de punição pode ter o efeito inverso, reduzindo a probabilidade de que as crianças digam a verdade quando incentivadas a fazê-lo. Esta é uma informação útil para todos os pais de crianças pequenas e para os profissionais, como professores que trabalham com elas e querem incentivar as crianças a serem honestas."


Ver mais notícias sobre os temas:

Relacionamentos entre Pais e Filhos

Educação

Ética

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.