Quantas horas por dia crianças e adolescentes precisam dormir?

Dormir bem e o suficiente

Especialistas em terapias do sono atualizaram suas recomendações sobre quanto tempo as crianças e adolescentes devem dormir.

As novas diretrizes da Academia Norte-Americana de Medicina do Sono variam entre 16 horas para bebês e 8 horas para adolescentes.

Segundo a academia, dormir o suficiente para a idade resulta em melhor atenção, comportamento, aprendizagem e memória. Em contraste, crianças que não dormem o suficiente estão expostas a maiores riscos de lesões, hipertensão, obesidade e depressão.

Quantas horas por dia crianças e adolescentes precisam dormir?
Fonte: Academia Norte-Americana de Medicina do Sono
[Imagem: Diário da Saúde]

Outra recomendação, feita pela Academia Americana de Pediatria, é a de que todas as telas - de televisores, computadores e celulares - sejam desligadas meia hora antes do horário de as crianças e jovens irem para a cama. E, claro, que os pais não permitam que seus filhos mantenham esse tipo de aparelho em seus quartos.

As novas diretrizes foram feitas com base nos estudos científicos publicados recentemente que analisaram a relação entre a duração do sono e a saúde infantil.

Sono demais ou sono de menos

A equipe que elaborou as novas diretrizes ressaltou que crianças e adolescentes que dormem mais do que o recomendado também estão sujeitas a efeitos adversos, entre eles pressão alta, diabetes, obesidade e distúrbios mentais.

Para crianças e adolescentes que estejam dormindo muito pouco ou demasiadamente, a orientação é que os pais consultem o médico para determinar se há algum transtorno de sono que possa ser tratado.

As diretrizes não incluem recomendações para bebês menores de 4 meses porque os padrões e a duração do sono de crianças tão pequenas variam muito e não há evidências científicas suficientes para estabelecer vínculos entre sono e saúde.


Ver mais notícias sobre os temas:

Sono

Educação

Cuidados com a Família

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.