Preço do restaurante altera percepção do sabor da comida

Quanto mais caro um restaurante, mais você gosta da comida
Esqueça o preço e curta a comida - ou você se deixará enganar pelo preço.
[Imagem: Cornell Food & Brand Lab]

Será que o preço que você paga em um restaurante influencia o quanto você gosta da comida?

Surpreendentemente, sim!

E, como você já deve estar esperando, quanto mais caro você paga pela comida, mais você a achará gostosa e mais comerá.

Foi o que demonstraram detalhadamente David Just, Ozge Sigirci e Brian Wansink, da Universidade de Cornell (EUA) em um artigo publicado no Journal of Sensory Studies.

Caro não é melhor, mas parece

A equipe dividiu 139 voluntários para comer no mesmo restaurante, permitindo-lhes comer quantas fatias de pizza quisessem e dando-lhes o dinheiro para que pagassem a conta.

A diferença é que um grupo recebeu a informação de que a refeição custava US$4,00 por fatia, enquanto o outro grupo teve que pagar US$8,00 pelo mesmo serviço.

Depois de se fartarem, os voluntários avaliaram o sabor da comida e o quanto eles gostaram da experiência de jantar, usando uma escala de 9 pontos.

Os voluntários que pagaram o preço mais alto disseram que a comida era 11% mais saborosa do que seus colegas que pagaram menos.

Em contraste, aqueles que pagaram menos, não apenas comeram menos, como avaliaram pior a comida quanto mais comeram - quem comeu mais deu nota ainda pior.

"As pessoas definem sua expectativa de gosto parcialmente com base no preço - e isto se torna uma profecia autorrealizável. Se não custar caro, não pode ser tão bom. Além disso, cada fatia adicional parece pior do que a anterior. As pessoas realmente acabam lamentando ter escolhido um restaurante barato," escreve a equipe.

Conclusão de cientista

Mas, mais surpreendente ainda foi a conclusão que os cientistas chegaram a partir de seus dados.

"Evite restaurantes baratos. Vá para o buffet mais caro que você pode pagar. Você vai comer a mesma quantidade, mas vai desfrutar mais da experiência e da comida!" propõem eles.

Não seria o caso de dar mais atenção ao sabor em si, despreocupando-se do preço? Além disso, uma diferença de 11% indica que nem todos se deixaram enganar pelo preço, não fundamentando um conselho tão geral.


Ver mais notícias sobre os temas:

Comportamento

Consumo Responsável

Emoções

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.