Amostras grátis deverão seguir regras do medicamento original

Grátis e seguro

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) emitiu resolução definindo que as amostras grátis de medicamentos deverão seguir os mesmos padrões de fabricação e embalagens dos produtos originais.

As amostras grátis são distribuídas pelos laboratórios farmacêuticos, mas até agora não eram submetidos às mesmas regras dos medicamentos originais.

Agora, a indústria farmacêutica terá que apresentar os mesmos instrumentos de rastreabilidade e autenticidade exigidas dos medicamentos comercializados.

A determinação está na resolução RDC 60, publicada no Diário Oficial da União.

Amostras suficientes para todo o tratamento

No caso de ceder amostras grátis de antibióticos aos pacientes, os médicos deverão entregar a quantidade suficiente para todo o tratamento.

O objetivo desta medida é evitar que um tratamento incompleto provoque a resistência dos microrganismos causadores da infecção, possibilitando o agravamento da doença e, eventualmente, o desenvolvimento da resistência aos antibióticos.

Com a medida, médicos, odontólogos e veterinários, os profissionais que emitem receitas, também passam a ser responsáveis pela conservação e validade do estoque de amostras grátis mantido em seus consultórios.

As amostras também deverão trazer a expressão "Venda Proibida".


Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos

Saúde Pública

Tratamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.