Procedimentos de reprodução assistida batem recordes no Brasil

Em 2013, foram realizadas mais de 52 mil transferências de embriões em pacientes submetidas a técnicas de fertilização in vitro no Brasil.

Este é um dos dados sobre embriões e oócitos constantes do 7º Relatório do Sistema Nacional de Produção de Embriões (SisEmbrio), elaborado pela Anvisa.

As informações foram coletadas em 93 bancos de células e tecidos germinativos do País, conhecidos, também, como clínicas de reprodução humana assistida.

Ao longo do ano, foram registrados mais de 24 mil ciclos de fertilização in vitro, o que demonstra o grande volume de procedimentos realizados pelos bancos.

Outro número expressivo é o de embriões doados para pesquisas com células-tronco embrionárias: 5.131.

No ano passado, foram congelados 38.062 embriões nas clínicas de reprodução assistida. Desse total, 66% estão em bancos da região Sudeste; 14% na região Sul; 12% na região Nordeste; 7 % na região Centro-Oeste e 1% na região Norte.

O Relatório revela também que a taxa média de clivagem - a divisão que dá origem ao embrião - nas clínicas brasileiras foi de 91%. Os valores apresentados foram compatíveis com valores citados na literatura científica, que é de acima de 80%.

Já a taxa média de fertilização foi de 74%. O percentual é maior que os valores sugeridos na literatura internacional, que variam entre 65% a 75%.


Ver mais notícias sobre os temas:

Reprodução Assistida

Sexualidade

Gravidez

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.