Reprodução assistida será auxiliada por útero artificial

Pesquisadores japoneses estão desenvolvendo um útero artificial, no qual o óvulo e o espermatozóide poderão ser inseridos de um lado e o embrião sairá do outro, pronto para ser implantado.

Reprodução assistida

Hoje, os tratamentos de reprodução assistida utilizam a técnica de fertilização in vitro. Contudo, e apesar dos ótimos resultados alcançados, os embriões gerados por essa técnica não são tão viáveis quanto os embriões naturais.

A principal razão para isso é que, durante o processo de fertilização in vitro, os ovos e os embriões freqüentemente precisam ser movidos de um lado para o outro e até lavados com soro, causando alterações na temperatura e no pH e prejudicando seu desenvolvimento, até o ponto de inviabilizar o desenvolvimento de muitos deles.

Útero artificial

O útero artificial é um microlaboratório - também conhecido como lab-on-a-chip - um minúsculo dispositivo de vidro, construído com as mesmas técnicas utilizadas para se fazer os chips de computador.

Para melhorar o aproveitamento da fertilização, a equipe do Dr. Teruo Fujii, da Universidade de Tóquio, criou um microlaboratório no qual até 20 ovos podem ser fertilizados simultaneamente e crescerem sem serem importunados, até estarem prontos para o implante.

Testes clínicos

O útero artificial mede 2 milímetros de altura e apenas meio milímetro de espessura. "Nós estamos garantindo aos embriões um ambiente muito mais confortável, imitando o que acontece no corpo," disse o Dr. Fujii à revista New Scientist.

Os cientistas já obtiveram aprovação para fazer testes clínicos com pacientes utilizando a nova técnica, o que deverá acontecer até o final deste ano. Por enquanto os espermatozóides e os óvulos têm que ser preparados manualmente, mas o Dr. Fujii afirma que essa etapa também deverá ser automatizada com o prosseguimento das pesquisas.

Fonte: Útero artificial vai melhorar eficiência de reprodução assistida


Ver mais notícias sobre os temas:

Reprodução Assistida

Biochips

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.