Resultados de exames de sangue variam de uma gota para outra

Resultados de exames de sangue variam de uma gota para outra
Pode até doer menos, mas uma gota só não basta para um exame confiável, dizem os pesquisadores.
[Imagem: thinkstockphotos/Rice University]

Exame de gota de sangue

Exames baseados em uma única gota de sangue coletada na ponta do dedo já são comuns, e poderão se tornar ainda mais com uma série de novas tecnologias promissoras, com os biochips.

Contudo, esses exames precisarão ser reavaliados, uma vez que acaba de se constatar que os resultados dos testes podem variar significativamente de uma gota de sangue para outra.

Além disso, os resultados são altamente variáveis em múltiplas análises usando a mesma gota de sangue.

As avaliações mostraram que são necessárias entre seis a nove gotas, cujo sangue deve ser misturado, para atingir resultados consistentes.

Seis picadas, no mínimo

"Começamos a analisar isto depois que tivemos alguns resultados surpreendentes nos nossos controles em um estudo anterior," explica a professora Rebecca Richards Kortum, da Universidade Rice (EUA).

Foi sua aluna, Meaghan Bond, quem notou uma grande variação nos resultados quando os exames feitos pelos biochips que a equipe está desenvolvendo - que funcionam com apenas uma gota de sangue - foram comparados com os analisadores de sangue utilizados nos laboratórios hospitalares.

A média dos resultados dos testes mostrou que são necessárias de seis a nove gotas de sangue combinadas para alcançar resultados consistentes com os aparelhos laboratoriais autorizados.

Assim, da próxima vez que você ler sobre exames "indolores", sem necessidade de seringas e agulhas, apenas com uma gota de sangue retirada da ponta do dedo, prepare-se para, no mínimo, seis "picadas indolores".


Ver mais notícias sobre os temas:

Exames

Biochips

Sistema Circulatório

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.