Mais próximos de uma vacina universal contra gripe

Após testes promissores em animais, pesquisadores afirmam estar próximos de desenvolver uma vacina de longa duração que proteja contra qualquer tipo de gripe.

Isso poderia eliminar o principal problema das atuais vacinas contra a doença, que devem ser preparadas e aplicadas anualmente porque atacam partes mutantes dos vírus.

Duas equipes norte-americanas, que trabalham separadamente, tiveram sucesso ao atacar uma parte estável do vírus da gripe. Agora, serão necessários novos estudos para confirmar se o método irá funcionar em humanos.

Vacina universal contra a gripe

A injeção da vacina convencional contra a gripe tem como alvo moléculas que estão na superfície dos vírus - e que mudam constantemente.

Essas moléculas podem ser comparadas a pirulitos espetados no corpo do vírus - o pirulito propriamente dito muda constantemente, mas a haste que o sustenta permanece a mesma.

O objetivo da vacina universal contra a gripe é encontrar uma forma de atacar essas hastes. Várias equipes de pesquisadores vêm testando potenciais candidatas, mas tem sido um desafio desenvolver algo que possa ser usado numa vacina sem que isso envolva a "cabeça" do pirulito da molécula, chamada hemaglutinina, a proteína do vírus.

Segundo John Oxford, especialista em gripe da Universidade de Londres, e que se mostrara cético em relação a propostas anteriores de vacina universal contra a gripe, esse trabalho recente parece particularmente promissor. Ele considerou o anúncio dos novos resultados como um grande dia para a ciência.

"É um salto adiante quando comparado com tudo o que foi realizado recentemente. Eles têm bons dados de testes em animais, não só em camundongos, mas também em furões e em macacos. E conseguiram isso com o vírus da gripe aviária H5N1", afirmou. "É um ótimo trampolim. Enfim, a esperança é alcançar uma vacina que abrangerá todo o vírus pandêmico."


Ver mais notícias sobre os temas:

Vacinas

Epidemias

Vírus

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.