Manter ligação do cordão umbilical salva vidas de bebês prematuros

Retardar clampeamento do cordão umbilical salva vidas de bebês prematuros
Manter a conexão entre a mãe e o bebê por apenas 60 segundos a mais pode salvar milhares de vidas de recém-nascidos prematuros.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Espere um minuto

Milhares de bebês prematuros podem ser salvos simplesmente esperando-se 60 segundos antes de grampear o cordão umbilical após o nascimento, em vez de fazer imediatamente o chamado clampeamento.

A conclusão veio da análise de 18 estudos internacionais que, em seu conjunto, compararam o bloqueio do cordão umbilical tardio versus imediato em quase 3.000 bebês nascidos antes de 37 semanas de gestação.

Os dados mostram evidências claras de que o bloqueio retardado em apenas um minuto reduziu a mortalidade dos bebês em um terço e é seguro para as mães e para os bebês pré-termo.

A revisão também concluiu que o retardo do clampeamento reduziu a necessidade de transfusões de sangue subsequentes, além de registrar o aumento do hematócrito neonatal - a proporção das hemácias no sangue -, confirmando que o bebê recebeu a chamada transfusão placentária.

Até 100.000 vidas

"A revisão mostra pela primeira vez que simplesmente clampear o cordão 60 segundos após o nascimento melhora a sobrevivência," disse o professor William Tarnow Mordi, da Universidade de Sidnei (Austrália). "Ela confirma as diretrizes internacionais recomendando o retardo no bloqueio [do cordão umbilical] em todos os bebês prematuros que não precisem de ressuscitação imediata".

"Nós estimamos que, para cada 1.000 bebês muito prematuros, nascidos mais de dez semanas antes, o bloqueio retardado salvará até 100 vidas adicionais em comparação com o clampeamento imediato," acrescentou o professor David Osborn, coautor da meta-análise. "Isso significa que, em todo o mundo, o uso do clampeamento retardado em vez do aperto imediato poderá salvar entre 11.000 e 100.000 vidas adicionais a cada ano".


Ver mais notícias sobre os temas:

Cuidados com o Recém-nascido

Gravidez

Sistema Circulatório

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.