Risco de câncer da próstata varia largamente segundo a etnia

Negros, brancos e asiáticos

Os homens negros têm um risco duas vezes maior de serem diagnosticados com câncer da próstata do que os homens brancos.

O risco de morte pela doença entre a população negra também é duas vezes maior.

Por outro lado, os homens de origem asiática têm cerca de metade do risco de serem diagnosticados com câncer da próstata - e de morrerem da doença -, igualmente em comparação com os homens brancos.

Os novos dados podem ajudar os homens a compreenderem melhor o seu próprio risco de desenvolver câncer de próstata e tomar decisões melhor informadas sobre se devem ou não realizar exames preventivos, como o teste de antígeno específico da próstata (PSA).

Geralmente, os dados usados nas recomendações mais comuns são médias da população, não levando em conta as diferenças étnicas e genéticas.

Decisão informada

"Nós já sabíamos que os homens negros eram mais propensos a serem diagnosticados com câncer de próstata do que os homens brancos; no entanto, os dados que tínhamos foram rapidamente se tornando defasados," explica Alison Cooper, da entidade Prostate Cancer UK, principal autor do novo levantamento, publicado na revista BMC Medicine.

"O estudo também fornece dados importantes de risco absoluto para ajudar os homens negros a compreender melhor o seu risco de desenvolver câncer de próstata. Estes números podem ser utilizados para ações dirigidas de sensibilização e para ajudá-los a tomar uma decisão informada sobre se devem ou não fazer exames de antígeno específico da próstata (PSA)," acrescentou o pesquisador.

Os dados de incidência e de mortalidade por câncer de próstata foram coletados na Inglaterra, para o período de 2008 a 2010, com um total de 25.635.649 homens, incluindo 102.252 diagnósticos e 26.521 mortes por câncer de próstata.

Riscos são individuais

Os autores advertem que o risco de cada homem individualmente é diferente, podendo variar dependendo de uma combinação de fatores além da etnia, como idade, histórico familiar da doença e peso corporal.

Os pesquisadores salientam que seu estudo não fornece explicações para o maior risco do câncer de próstata entre os homens negros, sendo necessário fazer estudos especificamente voltados para o tema para compreender os mecanismos subjacentes a este maior risco médio.

Outro dado ainda aguardando explicações é o fato de o câncer da próstata ter uma taxa de incidência seis vezes maior nos países desenvolvidos do que nos países em desenvolvimento.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde do Homem

Câncer

Prevenção

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.