Injeções de silicone podem ser mortais, alertam especialistas

Riscos do silicone

Tem aumentado de forma preocupante os relatos de efeitos adversos dos implantes de silicone.

Além dos incidentes mostrados pela imprensa, levantamentos científicos mostram que nenhum dispositivo médico tem índice tão elevado de falhas quanto os implantes para os seios.

Mas os maiores problemas têm vindo das injeções de silicone feitas com objetivos cosméticos.

Nesta semana, durante uma conferência internacional realizada no Havaí, cientistas de quatro instituições diferentes apresentaram trabalhos relatando "efeitos adversos" das injeções de silicone.

Entre esses efeitos, há vários casos fatais.

Injeção de silicone

Apesar do silicone ser considerado quimicamente inerte e aprovado para uso em implantes médicos, o silicone líquido injetável tem apresentado resultados potencialmente fatais, segundo os médicos.

Em um dos estudos, um paciente morreu e dois outros apresentaram danos nervosos e respiratórios causados pela injeção de silicone.

Mais preocupante ainda, as mortes causadas pela chamada síndrome da embolia por silicone atingiram até 33% em um dos estudos.

Injeção de silicone pode ser fatal

"A injeção de silicone em tecidos moles com objetivos cosméticos é especialmente perigosa e frequentemente mortal, no melhor dos casos resultando em uma série de complicações pelo corpo," afirmaram os organizadores da conferência.

"Considerando as potenciais consequências de desconforto respiratório, e potencial morte, as pessoas devem ser informadas sobre as possíveis consequências mortais de suas escolhas," conclui a nota.


Ver mais notícias sobre os temas:

Cirurgias Plásticas

Implantes

Saúde da Mulher

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.