Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

07/01/2015

Risco de vida em transfusão de sangue é maior que se pensava

Redação do Diário da Saúde
Riscos da transfusão de sangue
Estão sendo desenvolvidos equipamentos para reciclar o sangue e evitar a transfusão, diminuindo os riscos dos pacientes.[Imagem: University of Strathclyde]

TRALI e TACO

Médicos estão alertando que as mortes pós-operatórias decorrentes de problemas com a transfusão de sangue estão significativamente subnotificadas e são mais comuns do que se pensava, com uma taxa global de 1,4%.

As duas principais causas de mortes relacionadas com a transfusão de sangue são conhecidas como "Lesão Pulmonar Aguda Associada à Transfusão" (TRALI na sigla em inglês) e "Sobrecarga Circulatória Associada à Transfusão" (TACO na sigla em inglês).

Os dados, referentes aos EUA, mostram a taxa de TACO (Sobrecarga Circulatória Associada à Transfusão) está em queda nos últimos anos, embora o risco para os pacientes cirúrgicos permaneça alta, a uma taxa de 4%, semelhante aos riscos envolvendo pacientes não-cirúrgicos.

Já a TRALI (Lesão Pulmonar Aguda Associada à Transfusão) ocorre em 1,4% dos pacientes cirúrgicos, com incidências ainda mais altas em populações específicas de pacientes, como aqueles que passam por cirurgias com abertura do abdome, envolvendo grandes vasos sanguíneos ou para transplante de órgãos - os estudos anteriores apontavam taxas entre 0,02 e 0,05%, ou seja, de 28 a 70 vezes menos.

Risco da transfusão de sangue

Os novos dados estão em dois estudos que serão publicados na edição de janeiro de Anesthesiology, o jornal médico oficial da Sociedade Americana de Anestesiologia.

"Uma compreensão precisa dos riscos associados com as transfusões de sangue é essencial para determinar a segurança e a adequação de terapias de transfusão para pacientes," disse o Dr. Daryl Kor, na Clínica Mayo, um dos autores dos estudos.

"Nossa pesquisa dá uma consciência maior da incidência de TRALI e TACO em pacientes cirúrgicos, uma população que pode vir sendo subrepresentada nos estudos nessa área. Nós acreditamos que este é um primeiro passo importante em nossos esforços para prevenir essas complicações associadas à transfusão com risco de vida."

TRALI e TACO

A Lesão Pulmonar Aguda Associada à Transfusão (TRALI) ocorre quando os espaços de ar nos pulmões têm uma inflamação aguda e se enchem de líquido após a administração de sangue. Os sintomas da TRALI incluem falta de ar, pressão arterial baixa e febre.

Por outro lado, a TACO (Sobrecarga Circulatória Associada à Transfusão) ocorre geralmente em pacientes suscetíveis à sobrecarga de fluido, que então recebem uma transfusão de sangue e desenvolvem sintomas de insuficiência cardíaca. Os sintomas clássicos da TACO incluem falta de ar e um rápido aumento da pressão arterial.


Ver mais notícias sobre os temas:

Cirurgias

Sistema Circulatório

Transplantes

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?