Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

20/02/2014

Rostos bonitos são mais fáceis de esquecer que rostos feios

Redação do Diário da Saúde
Rostos bonitos são mais fáceis de esquecer que rostos feios
Você vai se lembrar muito mais facilmente da Fera do que da Bela.[Imagem: Cortesia Disney Produções/Divulgação]

Você se lembra mais facilmente de alguém bonito ou de alguém feio?

Não se apresse em responder, porque psicólogos da Universidade de Jena (Alemanha) tiveram uma surpresa ao pesquisar isto a fundo.

Segundo os experimentos controlados e independentes de opinião, nós tendemos a nos lembrar mais dos rostos pouco atraentes, embora falemos o contrário.

Definições de beleza

Inúmeros pesquisadores já tentaram destacar as características que tornam um rosto bonito: olhos grandes, lábios carnudos, traços harmoniosos, você escolhe.

Independentemente disto, o que os psicólogos concluíram é que a presença dessas características particularmente notáveis, que deixariam um rosto atraente, também o tornam mais difícil de lembrar.

Atraentes ou não, características como olhos grandes ou uma boca de formato "distinto" de fato são mais fáceis de serem lembradas.

Mas isto não é geralmente verdadeiro para todas as pessoas atraentes - rostos atraentes sem características particularmente notáveis deixam muito menos impressões na memória.

Feiura marcante

Os voluntários viam os rostos apenas por alguns segundos, tentando memorizá-los. Depois viam outra bateria de rostos e tinham que decidir se os reconheciam.

"Até agora, nós assumimos que é geralmente mais fácil memorizar rostos tidos como atraentes - só porque nós preferimos olhar para rostos bonitos," comentou o Dr. Holger Wiese, orientador do estudo.

Mas os resultados mostram que não existe essa correlação.

No caso dos rostos atraentes, os cientistas detectaram um número consideravelmente maior de falsos positivos.

Em outras palavras: os voluntários diziam já ter visto um rosto bonito sem tê-lo visto antes.

"Nós, obviamente, tendemos a acreditar que reconhecemos um rosto só porque o achamos atraente," supõe Wiese.

Por outro lado, quanto menos atraentes eram os rostos, mais eles foram lembrados por todos os participantes.


Ver mais notícias sobre os temas:

Auto-imagem

Cuidados com a Pele

Olhos e Visão

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?