Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

23/06/2016

Roupa robótica ajuda idosos, deficientes e pacientes

Redação do Diário da Saúde
Roupa robótica ajuda idosos, deficientes e pacientes
O exoesqueleto flexível só funciona quando o usuário precisa de apoio, economizando bateria e aumentando a autonomia. [Imagem: SRI]

Robótica de vestir

Começou a ser testada uma roupa robótica que promete auxiliar idosos e pacientes em recuperação a se movimentarem com mais autonomia e menos esforço.

A equipe do instituto de pesquisas SRI (EUA) fugiu do projeto tradicional dos robôs, rígidos e pesados, adotando uma abordagem conhecida como "robótica de vestir".

O exoesqueleto, batizado de SuperFlex, se encaixa sobre os membros e dorso e fornece uma força adicional para as pernas, braços ou tronco, podendo ajudar a carregar pesos ou simplesmente se movimentar sem riscos de queda.

Além de poder funcionar como uma espécie de "andador", ele pode ser usado para pessoas com diversas condições, como fraqueza ou tremor, ajudando a recuperar a precisão dos movimentos.

Funcionamento inteligente

O aparelho é dotado de uma série de sensores que "aprendem" o estilo de movimento individual dos usuários. De posse dos dados, ele passa a exercer força no ponto e no momento exatos em que o usuário quiser repetir o movimento.

Com esse funcionamento seletivo, as baterias duram mais tempo do que se o exoesqueleto tivesse que ficar funcionando continuamente.

A equipe está negociando parcerias para a comercialização do aparelho, e ainda não sabe a que preço ele poderá chegar ao mercado.


Ver mais notícias sobre os temas:

Robótica

Softwares

Terceira Idade

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão