Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

04/03/2016

Saliva do Aedes aegypti trata doença intestinal

Com informações da USP

Saliva de pernilongo

Parece que o pernilongo transmissor da dengue, zika e chikungunya pode trazer também algo benéfico para o homem.

A equipe da professora Cristina Ribeiro Cardoso, da USP, descobriu que um extrato da glândula salivar do mosquito tem ação benéfica sobre doenças inflamatórias do intestino, como a colite ulcerativa e a doença de Crohn.

Logo no início do tratamento, após três ou quatro dias recebendo o extrato de saliva do mosquito, todos os animais de laboratório apresentaram melhora clínica geral, "com diminuição dos sinais clínicos relacionados à gravidade da doença (diarreia, perda de peso e sangramento), além de melhora em diferentes aspectos estruturais do próprio intestino," conta Cristina.

Citocinas

Conforme conta a pesquisadora, o tratamento diminuiu ainda a "infiltração de células inflamatórias no local da doença [intestino] e também a produção de substâncias do sistema imune associadas à piora clínica, como as citocinas inflamatórias."

Essas citocinas (interferon gama, fator de necrose tumoral alfa, interleucina 1 beta e interleucina 5) são proteínas produzidas por diferentes tipos de células durante a inflamação e estão diretamente associadas ao desenvolvimento da colite ulcerativa e da doença de Crohn.

Saliva do mosquito da dengue

Para aumentar a chance de se alimentar do sangue de suas presas, esses insetos hematófagos têm na saliva um arsenal de moléculas, muitas das quais têm efeitos farmacológicos que podem ser úteis - infelizmente, é justamente na glândula salivar da fêmea do Aedes aegypti que os vírus se alojam.

Mas é nas armas da saliva do mosquito que os pesquisadores vêm descobrindo alternativas terapêuticas promissoras para doenças de fundo imunológico ou inflamatório.

De fato, estudos recentes sugerem que componentes da saliva do Aedes possuem efeitos diretos sobre a imunidade, sendo capazes de regular as inflamações e as células envolvidas neste processo.

Doenças inflamatórias do intestino

Doenças inflamatórias do intestino são enfermidades que podem acometer diferentes regiões do trato gastrointestinal (da boca ao ânus) com gravidade variável.

As duas principais são a colite ulcerativa e a doença de Crohn. São doenças nas quais observa-se reações exageradas do sistema imunológico contra o próprio intestino (ou contra as bactérias lá presentes), o que pode levar à ampla destruição deste órgão, que fica em estado permanente de inflamação.

Os pacientes com essas condições têm qualidade de vida muito ruim (com fortes dores abdominais, diarreias, sangramentos intestinais constantes, perda de peso) e podem ter mais predisposição ao câncer cólon-retal.


Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos Naturais

Vírus

Plantas Medicinais

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Cientistas dizem ter descoberto cura definitiva para alcoolismo

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?