Sêmen de doadores mais velhos é tão bom quanto o de jovens

Mulheres não devem se preocupar em usar sêmen de doadores mais velhos, já que a taxa de sucesso é a mesma em relação ao esperma de jovens.

A médica Meenakshi Choudhary, do centro de fertilização Newcastle, no Reino Unido, analisou dados de 39.282 ciclos de fertilização in-vitro realizados entre 1991 e 2012, e concluiu que homens mais velhos têm a mesma taxa de sucesso que homens mais novos.

"Não importa até a idade de 45 anos, não houve recuo (nas taxas de sucesso) observado neste estudo", disse ela.

"Doadores de sêmen são um grupo seleto da população, eles são doadores férteis saudáveis que passam por um rígido processo de recrutamento... Baseado nisto, podemos dizer que a idade não importa, contanto que a qualidade do esperma seja boa".

Não generalizar

O contraponto foi feito pelo médico Allan Pacey, professor especialista em espermatozoides da Universidade de Sheffield.

Segundo ele, os homens não deveriam levar os resultados como uma justificativa para adiar a decisão de ter filhos.

"Acho que há a percepção de que homens são invencíveis na questão de idade para reprodução - basta ver Charlie Chaplin que tinha 73 anos quando teve seu 11º filho", disse ele à BBC.

"Sabemos que quando homens passam dos 40 anos e chegam aos 50, as chances de eles engravidarem uma mulher são reduzidas em consequência da idade."

"Eu não acho que você pode pegar esses dados e aplicá-los acriticamente a toda a população. A dica é que você deveria tentar ter um filho antes da idade de 40 ou 45 anos."


Ver mais notícias sobre os temas:

Reprodução Assistida

Gravidez

Sexualidade

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.