Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

18/07/2016

Setas da saúde: Indicações aumentam compra de frutas e vegetais

Redação do Diário da Saúde
Setas da saúde: Indicações ajudam a aumentar compra de frutas e vegetais
O uso das setas aumentou o gasto com alimentos saudáveis sem aumentar o gasto total por cliente.[Imagem: Journal of Nutrition Education and Behavior]

Compras saudáveis

A baixa disponibilidade de frutas e vegetais muitas vezes é apontada como uma barreira a uma alimentação saudável, mas experimentos de campo mostram que as pessoas não compram mais alimentos saudáveis em estabelecimentos que os disponibilizam em maior quantidade.

Isso incomodou o pesquisador Collin Payne, da Universidade do Estado do Novo México (EUA), que se dispôs então a encontrar forma de "entusiasmar" os consumidores a visitarem mais a seção de frutas e verduras - e comprar mais.

A saída que ele encontrou é simples e fácil de implantar: setas no chão indicando o caminho da seção de alimentos saudáveis.

O benefício foi claro e líquido: os consumidores passaram a comprar mais frutas e verduras sem gastar mais - eles deixaram de lado alguns alimentos menos saudáveis, mesmo que nenhuma ação tenha sido usada nesse sentido durante o experimento.

Setas verdes para a saúde

O pesquisador colocou 10 grandes setas verdes no chão de um supermercado apontando para a seção de frutas e verduras e comparou os resultados com outra loja idêntica do mesmo grupo, sem a sinalização.

Cada seta tinha a inscrição "Siga a seta verde para a saúde", e incluía desenhos de frutas e legumes e emoticons.

Durante o teste de 14 dias, a loja com a sinalização teve um aumento significativo na proporção de gastos com produtos vegetais em comparação com outros alimentos. Apesar do aumento nos gastos com frutas e legumes, a despesa total com alimentos por cliente não se alterou.

"Os esforços para levar os consumidores a comprarem alimentos mais saudáveis sem aumentar o orçamento pode desencadear uma mudança de saúde pública," disse Payne. "E a nossa intervenção mostrou que o aumento da proporção de gastos com produtos saudáveis é possível sem aumentar a despesa global por cliente."

Os resultados foram publicados no Journal of Nutrition Education and Behavior.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Consumo Responsável

Medicamentos Naturais

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?