Evento na Unicamp discutirá síndrome das doenças inventadas

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) sediará um evento internacional para discutir a patologização de condições e comportamentos e a consequente medicalização, também conhecida como "síndrome das doenças inventadas".

O II Fórum Construindo Vidas Despatologizadas será realizado em Campinas (SP) nos dias 16 e 17 de novembro de 2015, reunindo médicos, psicólogos e educadores, entre outros profissionais do Brasil e do exterior.

Entre as condições transformadas em doenças estão as questões de gênero, transtornos ou distúrbios na sociedade moderna, comportamentos infantis etc, que ganham espaço nos debates de problemas políticos, sociais, culturais e afetivos.

Discutir os efeitos dessa patologização ou medicalização da vida contemporânea é um dos objetivos do fórum.

Investigação científica

Entre os palestrantes está Robert Whitaker, jornalista e escritor norte-americano especializado em investigação científica, com publicações como Anatomia de uma Epidemia, em que aborda a razão de o número de pessoas com transtornos mentais ter triplicado nos Estados Unidos nas últimas duas décadas.

A conferência de Whitaker, com foco na medicação infantil, terá tradução simultânea.

Nos dois dias de evento também serão debatidos os efeitos da patologização nos processos educativos, o movimento antimanicomial e a epidemia de diagnósticos, abordando a ética e a política envolvidas.

Mais informações no endereço www.gr.unicamp.br/penses/II-forum_vidas_despatologizadas.


Ver mais notícias sobre os temas:

Ética

Comportamento

Qualidade de Vida

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.