SUS terá medicamento para convulsões decorrentes de microcefalia

Levetiracetam

O Sistema Único de Saúde (SUS) incorporou a oferta do medicamento levetiracetam para o tratamento de convulsões em pacientes com microcefalia.

O prazo máximo para que o medicamento esteja disponível no SUS é de 180 dias a partir da publicação da portaria, já publicada no Diário Oficial da União.

O governo brasileiro decretou Emergência Nacional em Saúde Pública em novembro de 2015 devido ao vírus zika e sua associação com a microcefalia e outras alterações neurológicas nos bebês nascidas de mães contaminadas com o vírus.

Epilepsia

O levetiracetam será adotado pelo SUS também para o tratamento de pacientes com epilepsia mioclônica juvenil resistentes à monoterapia.

Nesses casos o novo medicamento será usado de modo associado ao tratamento já utilizado.


Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos

Atendimento Médico-Hospitalar

Saúde Pública

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.