Ter objetivos de vida alivia o coração e aumenta os anos

Ter objetivos de vida alivia o coração e aumenta os anos
Ikigai é um termo japonês que pode ser traduzido como "uma vida digna de ser vivida".
[Imagem: Diário da Saúde/Adaptado de Nimbosa]

Objetivos de vida

Pessoas que têm um maior senso de propósito na vida têm um risco menor de doenças cardiovasculares e de morte por qualquer causa.

"Ter um elevado senso de propósito na vida está associado a um risco reduzido de mortalidade e eventos cardiovasculares," escreve a equipe dos médicos Randy Cohen e Alan Rozanski no Journal of Medicine Biobehavioral.

Embora os mecanismos por trás dessa associação ainda não estejam claros, os resultados sugerem que estratégias para reforçar um senso de propósito, de ideais e objetivos na vida, podem melhorar a saúde geral das pessoas.

Ikigai

Usando uma técnica chamada meta-análise, a equipe rastreou dados de mais de 136.000 participantes de dez estudos diferentes, realizados principalmente nos EUA e no Japão.

Os estudos norte-americanos avaliaram um senso de propósito ou significado na vida, ou "utilidade para os outros". Os estudos japoneses avaliaram o conceito de ikigai, que pode ser traduzido como "uma vida digna de ser vivida".

Os voluntários foram acompanhados por uma média de sete anos. Durante esse tempo, cerca de 14.500 participantes morreram de variadas causas, enquanto pouco mais de 4.000 sofreram eventos cardiovasculares (infarto, derrame etc).

A análise mostrou que a morte e os eventos cardiovasculares afetaram menos as pessoas com um alto senso de propósito na vida. Após o ajuste para outros fatores, a mortalidade foi de cerca de um quinto menor para as pessoas que afirmavam ter ideais de vida ou ikigai.

Dimensão importante da vida

Embora estudos mais detalhados sejam necessários para determinar como o propósito na vida pode promover a saúde e prevenir as doenças, em especial as cardiovasculares, os dados sugerem alguns mecanismos básicos.

Por exemplo, a associação pode ser explicada fisiologicamente, servindo como um sistema de "amortecimento" do estresse; ou comportamentalmente, por um estilo de vida mais saudável.

"É de se notar que ter um forte senso de propósito de vida tem sido postulado como sendo uma dimensão importante da vida, fornecendo às pessoas um senso de motivação, vitalidade e capacidade de resistência," comentou o Dr. Rozanski. "No entanto, as implicações médicas de viver com um sentido de propósito de vida alto ou baixo só recentemente chamaram a atenção dos pesquisadores. Estes resultados são importantes porque podem abrir novos potenciais de intervenção para ajudar as pessoas a promover sua saúde e sua sensação de bem-estar."


Ver mais notícias sobre os temas:

Qualidade de Vida

Sentimentos

Coração

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.