Teste do pezinho diagnosticará mais duas doenças

A partir desta semana, o teste do pezinho, exame feito em todos os recém-nascidos, incluirá a detecção precoce de mais duas doenças.

O exame disponível atualmente permite a identificação do hipotireoidismo congênito, fenilcetonúria, anemia falciforme, fibrose cística e outras hemoglobinopatias.

O novo teste detectará também hiperplasia adrenal congênita e deficiência biotinidase.

A hiperplasia adrenal congênita faz parte de um grupo de doenças genéticas em que as duas glândulas suprarrenais, situadas acima dos rins não funcionam corretamente.

Já a deficiência biotinidase pode causar convulsões, falta de equilíbrio, lesões na pele, perda de audição e retardo no desenvolvimento.

Quando um resultado é positivo para uma das doenças a família é comunicada e a criança será submetida a um novo teste. Se o diagnóstico for confirmado, o recém-nascido será encaminhado para um serviço especializado no tratamento da anomalia detectada.


Ver mais notícias sobre os temas:

Exames

Cuidados com o Recém-nascido

Genética

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.