Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

02/12/2013

Tintas para tatuagens podem conter benzeno e metais pesados

Com informações do IPT
Tintas para tatuagens podem conter benzeno e metais pesados
Amostras de tinta para tatuagem continham benzeno em valor acima do teor de exposição máximo suportável, além de metais pesados.[Imagem: IPT]

Não basta escolher o desenho mais adequado da tatuagem.

Também é preciso escolher muito bem o profissional responsável pela arte desejada e que conheça os materiais que serão utilizados.

E isto vale principalmente para a tinta.

Foram encontrados benzeno e metais pesados em amostras de tinta usadas para tatuagem enviadas pela promotoria do Ministério Público Estadual de São Paulo ao Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).

Além disso, as tintas não eram registradas junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

As tintas para tatuagem são consideradas produtos médicos porque estão em contato direto com a pele.

Benzeno e metais pesados

Na análise dos compostos orgânicos, foram identificados compostos voláteis e semivoláteis.

No exame de cromatografia em fase gasosa e espectrometria de massas foi possível determinar a presença de benzeno nos teores de 0,9 e 2,0 mg/kg, ou parte por milhão (ppm).

Segundo a Fundacentro, do Ministério do Trabalho e Emprego, o benzeno é uma substância cancerígena muito perigosa para a saúde, com um valor máximo de exposição suportável de 1 ppm.

As análises também mostraram que as tintas analisadas continham ferro, cobre, cromo, nióbio e zinco, sendo que em uma das amostras o teor de cobre chegou a 4.000 mg/kg (ppm) de cobre.


Ver mais notícias sobre os temas:

Cuidados com a Pele

Contaminação

Higiene Pessoal

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão