Transplante de dedo é feito na rede pública do Rio

SOS Reimplante

A rede pública de saúde do Rio de Janeiro já tem condições de fazer cirurgias de transplante de partes do corpo de pacientes que passaram por reimplante, por terem sofrido amputações.

Carlos Henrique Pacheco, de 33 anos, foi o primeiro a ter um dos dedos do pé transplantado para a mão. Há três anos ele sofreu um acidente de motocicleta e teve o polegar esquerdo amputado.

Pacheco disse que nunca ouvira falar na possibilidade de tirar um dedo do pé e reimplantar na mão. Depois de analisar o assunto e receber informações dos médicos decidiu fazer a operação.

A cirurgia foi feita no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes de Duque de Caxias, o único no estado especializado nesse tipo de procedimento. É lá que são feitas as cirurgias do Programa SOS Reimplante, criado em 2009 pela Secretaria de Estado de Saúde e que soma 523 procedimentos. Desses, 160 foram reimplantes e os demais trataram sequelas ou mutilações graves de estruturas de mãos, pernas e pés.

Reimplante

O coordenador do SOS Reimplante, João Recalde, disse que a expectativa é realizar de 15 a 20 procedimentos semelhantes até o fim do ano e, com o desenvolvimento do programa, fazer cirurgias em pacientes com menos tempo de amputação.

"Quando se faz um tratamento desses em um paciente que foi mutilado há semanas, ou dois ou três meses, a qualidade da recuperação é muito melhor. Queremos dar oportunidade aos pacientes em um período o mais precoce possível. Logo após o acidente," disse o médico.

De acordo com o médico, a técnica existe há 40 anos, mas, no Brasil, o preconceito do próprio paciente em usar parte do corpo para fazer reparação em outra representou muita barreira para que ela fosse aplicada no país.


Ver mais notícias sobre os temas:

Transplantes

Próteses

Robótica

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.