Tratamento inalatório evita ataques de asma

Tratamento inalatório evita ataques de asma
O tratamento pôde ser desenvolvido porque os cientistas descobriram como os vírus se aproveitam do sistema imunológico enfraquecido pela asma.
[Imagem: University of Southampton]

Infecções e asma

Cientistas desenvolveram um novo tratamento que promete ajudar os pacientes a combaterem as infecções que causam 80% dos ataques de asma.

O estudo, realizado na Universidade de Southampton, no Reino Unido, fornece a primeira comprovação de que reforçar o sistema imunológico dos asmáticos pode reduzir o número de ataques de asma.

Os resultados foram apresentados ontem durante o congresso anual da Sociedade Europeia de Doenças Respiratórias, em Viena, na Áustria.

Interferon beta

"Nós demonstramos o potencial de um tratamento, simplesmente inalado pelo paciente, que reduz significativamente os sintomas da asma e a necessidade de o paciente usar o inalador devido a infecções de resfriados," disse o Dr. Ratko Djukanovic, coordenador do estudo.

O tratamento inalatório consiste no fornecimento de uma proteína, o interferon beta, para que os pulmões acionem o sistema imunológico para combater a infecção mais prontamente.

O tratamento pôde ser desenvolvido porque os cientistas descobriram como os vírus se aproveitam do sistema imunológico enfraquecido pela asma.

Influenza

Além dos resfriados comuns, os pesquisadores testaram o novo tratamento com outros vírus da influenza, incluindo os vírus da gripe A e gripe aviária, além do vírus sincicial respiratório.

Os resultados foram tão promissores que eles fundaram uma empresa emergente que, com a ajuda da universidade, está tentando colocar o tratamento no mercado.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alergias

Sistema Respiratório

Vírus

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.