Treinamento de mente alerta melhora atenção de estudantes universitários

Treinamento de mente de alerta melhora atenção de estudantes universitários
A técnica da meditação da mente alerta, que já foi testada inclusive em crianças, agora foi adaptada para estudantes universitários.
[Imagem: Wikimedia/Tevaprapas Makklay]

Poucas situações apresentam tanta distração e pressão de tempo como a experiência de fazer uma faculdade.

No ambiente da universidade, a atenção pode ser um objetivo difícil de alcançar e, mesmo quando alcançada, é difícil de manter.

Essa falta de concentração interfere com a aprendizagem e está associada com o estresse, que tende a aumentar durante o período acadêmico.

Treinamento da mente alerta

A ajuda pode estar chegando na forma de um treinamento mental chamado treinamento da mente alerta, uma adaptação de uma técnica de meditação, mas projetada especificamente para estudantes de graduação.

Os resultados mostraram uma melhoria da atenção e da aprendizagem durante o semestre acadêmico.

"Este foi o primeiro trabalho a integrar treinamento da mente alerta no semestre acadêmico, incorporando o treinamento nos horários de aula dos alunos, agendando o treinamento no próprio prédio acadêmico para melhor acomodar os horários, e proporcionar um espaço supervisionado para exercícios de mente alerta," disse Amishi Jha, da Universidade de Miami (EUA).

"Mente alerta" é um estado mental em que a pessoa presta a atenção total à experiência do momento, sem ruminar sobre o passado ou se preocupar com o futuro.

Já o novo treinamento da mente alerta enfatiza exercícios de construção da atenção e ensina a observar a atividade da mente.

No início do estudo, as avaliações do grupo de estudantes universitários que receberiam o treinamento não diferiram das notas do grupo de controle.

No entanto, conforme o semestre prosseguia, e até o final do treinamento, o grupo de controle apresentou menos atenção e relatou aumento nos devaneios ("mente errante"), enquanto aqueles que participavam do programa de mente alerta apresentaram melhorias significativas na atenção e nenhum aumento no estado de mente errante.

Os resultados foram publicados na revista científica Frontiers in Human Neuroscience.


Ver mais notícias sobre os temas:

Educação

Mente

Meditação

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.