Tuberculose resistente a medicamentos assusta a Europa

Alarmante

Depois do sarampo, agora é a vez da tuberculose assustar a Europa.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o problema é "alarmante".

O esforço está se concentrando na tentativa de eliminar casos de um tipo de tuberculose resistente aos medicamentos usados para tratar a doença.

O maior número de casos está no leste da Europa - Rússia, Ucrânia e Azerbaijão têm o maior número de ocorrências - mas, isoladamente, Londres é a capital com o maior índice de ocorrências da doença.

Autoridades do Reino Unido estão usando aparelhos portáteis para detectar a doenças entre moradores de rua e usuários de droga, na tentativa de conter a epidemia.

Sem fronteiras

A tuberculose é uma infecção contraída pelo ar e causa a morte de 7% dos pacientes infectados - a doença é fatal para 50% dos pacientes que contraem a forma da doença resistente aos medicamentos.

Segundo a OMS, são cerca de 81 mil casos de tuberculose do tipo resistente por ano na Europa.

O plano para melhoria da prevenção e do diagnóstico estima que, até 2015, poderão ser salvas 120 mil vidas no continente.


Ver mais notícias sobre os temas:

Epidemias

Infecções

Medicamentos

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.