Turismo espacial não precisa ser limitado a super-atletas

Turismo espacial não precisa ser limitado a super-homens
Os médicos queriam saber se pessoas com os problemas de saúde mais comuns poderão voar sem riscos a bordo das naves espaciais comerciais.
[Imagem: NASA]

Atestado espacial

Historicamente os voos espaciais têm sido reservados a autênticos super-homens e mulheres-maravilha.

Os astronautas são selecionados por sua capacidade de atender aos mais altos padrões físicos e psicológicos, uma exigência pensada inicialmente para prepará-los para desafios desconhecidos.

Se isso era verdade 60 sessenta anos atrás, contudo, agora está começando a era do turismo espacial, quando "pessoas normais" querem ir ao espaço.

Será que elas podem ir ao espaço sem correr riscos? Quais seriam as exigências médicas para que alguém embarque em um voo espacial em segurança?

Forças de aceleração

Parece que as exigências são menores do que se supunha, segundo um estudo realizado pelo Grupo de Medicina Aeroespacial da Universidade do Texas (EUA).

A Dra. Rebecca Blue e seus colegas foram direto ao assunto, analisando como pessoas com problemas médicos comuns - pressão alta, doenças cardíacas, diabetes, doenças pulmonares como asma ou enfisema, lesões nas costas e no pescoço - enfrentariam as tensões dos voos espaciais comerciais.

Para isso, eles colocaram os voluntários em uma centrífuga, um aparelho usado no treinamento de astronautas para simular as condições de aceleração e desaceleração impostas pelas viagens espaciais.

"O estresse fisiológico do voo espacial incluem fortes forças de aceleração, ou 'forças G', durante o lançamento e a reentrada, além do período de microgravidade," disse a pesquisadora.

Turismo espacial não precisa ser limitado a super-homens
Os voluntários foram colocados em uma centrífuga, um aparelho usado no treinamento de astronautas.
[Imagem: NASA]

Voo liberado

Os resultados surpreenderam.

No geral, quase todas as pessoas com as condições médicas bem controladas que participaram da avaliação toleraram bem os voos simulados.

Algumas condições médicas são de particular interesse dentro da emergente indústria de turismo espacial, seja por causa da alta taxa de ocorrência na população, seja por causa do potencial para causar eventos médicos graves súbitos.

A indústria quer ampliar ao máximo sua base de clientes, mas não quer ter problemas com indenizações.

Os resultados sugerem que um atestado médico comum pode ser o suficiente para habilitar uma pessoa a comprar sua passagem para o espaço.


Ver mais notícias sobre os temas:

Diversão

Exames

Ergonomia

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.