Unicamp desenvolve água de coco gaseificada

Unicamp desenvolve água de coco gaseificada

[Imagem: Unicamp]

Água de coco com gás

A água de coco carbonatada é a mais nova bebida desenvolvida pela engenheira de alimentos Marina Costa da Silva, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A formulação contém dióxido de carbono (CO2), ácido ascórbico e sacarose.

O produto demonstrou ter grande potencial mercadológico - nos testes sensoriais, por exemplo, a bebida foi muito apreciada e bem-aceita pelos consumidores, que destacaram que sua ingestão proporciona refrescância e uma sensação agradável.

Valor nutricional da água de coco

A bebida, por utilizar água de coco integralmente, ou seja, não ter adição de água, mantém suas propriedades nutricionais ricas em sais minerais, além de ter baixo valor calórico. Atualmente, não existe produto similar no mercado. Estão disponíveis apenas aqueles que oferecem água de coco misturada a outras frutas, sem serem carbonatados.

A maioria dos produtos que contêm água de coco comercializados atualmente, passa por tratamentos térmicos de alta temperatura em seu processo de industrialização e, por isso, pode apresentar alterações sensoriais. "O objetivo foi desenvolver algo diferenciado, que fosse natural, saudável e aceitável do ponto de vista sensorial", explica Marina Costa da Silva.

Tecnologia para pequenos produtores

A engenheira esclarece que o aspecto econômico teve um peso importante no escopo da pesquisa. A ideia foi oferecer uma formulação possível de ser produzida até mesmo por pequenos produtores. Ela argumenta que, hoje, dependendo da tecnologia empregada, a água de coco industrializada pode ter altos custos e ser inviável economicamente.

Foram três anos de pesquisa e inúmeras tentativas para que a carbonatação fosse adequada - a engenheira tentou diferentes formulações para evitar a adição de conservadores químicos. Mas, neste aspecto, as tecnologias utilizadas não prescindiram das substâncias, uma vez que a estabilidade comercial do produto, ou seja, seu tempo de prateleira, consiste em um parâmetro importante.

Para enfrentar esta questão, já foi iniciado um próximo estudo para que, a partir da adição de conservadores químicos, possa se chegar a um produto que possa manter-se em temperatura ambiente.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Atividades Físicas

Plantas Medicinais

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.