Usain Bolt está a apenas 0,1 seg do limite do ser humano, diz cientista

Velocista perfeito

O jamaicano Usain Bolt derruba recordes com uma tranquilidade inquietante. Neste domingo, 16/08, ele completou os 100 metros rasos em 9s58, melhorando em 0,11 segundo a marca anterior. Mas pode ser impossível repetir esse avanço, dizem cientistas.

Segundo Mark Denny, da Universidade de Stanford (EUA), o homem poderá vencer a distância de 100 metros em, no máximo, 9s48. Isso colocaria Usain Bolt a um mero décimo de segundo do velocista perfeito, o mais rápido que poderia ser gerado pela raça humana.

Uma das razões apontadas pelo pesquisador para a diminuição contínua dos tempos das provas de atletismo desde o século passado é o crescimento dos atletas. Mas ele considera que mesmo o fato de contar com atletas cada vez maiores não será o suficiente para garantir recordes continuamente em queda.

Animais velocistas

Para verificar se há limites absolutos para a velocidade humana, o cientista decidiu comparar o desempenho do homem com duas outras espécies de animais muito velozes e que participam de corridas há séculos: os cães e os cavalos de corrida.

Desde a década de 1970, os tempos dos cães têm se mantido estáveis. No caso dos cavalos, a velocidade não aumentou para o Kentucky Derby desde a década de 1940 e para outras duas das principais provas do hipismo norte-americano desde os anos 1970.

O aumento nas populações de cães e cavalos de raça criados para corrida não resultou na melhoria da velocidade. "Entretanto, o acaso pode fazer com que surja um animal mais rápido", disse Denny. Mesmo assim, ele estima que o aumento máximo na velocidade até 2012 seria de 1%, chegando a um pouco mais de 61 km/h.

Maior velocidade possível para um ser humano

O cálculo para o ser humano é mais complexo devido ao grande número de tipos de provas. O pesquisador afirma que o homem ainda não atingiu seu limite em nenhuma das distâncias envolvidas.

Mas o recorde dos 100 metros rasos pode agora ter se tornado o mais próximo do limite, juntamente com a maratona. Denny estima que o homem poderá vencer a distância em até 9s48, ou seja, 0,1s abaixo do recorde de Usain Bolt.

Recordes da maratona

Na maratona, o professor de Stanford calcula que o recorde mundial - batido pelo etíope Haile Gebrselassie em 28 de setembro, em Berlim, com o tempo de 2h03min59 - deverá cair entre 2min7 e 4min23 até o limite humano.

Para as maratonistas, o pesquisador estima que o limite esteja mais próximo. Segundo ele, a maratona feminina poderá ser a primeira prova de corrida em que o limite será atingido. Denny estima que o máximo que se chegará é o tempo de 2h12min41. O recorde atual é da inglesa Paula Radcliffe, com 2h15min25, batido em 2003.


Ver mais notícias sobre os temas:

Atividades Físicas

Educação

Ergonomia

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.