UTI Neonatal da Unicamp é fechada devido a surto de vírus em bebês

Surto de vírus

O Hospital da Mulher da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) restringiu temporariamente as internações para partos normais e de alto risco em suas dependências.

A medida foi tomada depois que a comissão de controle de infecção hospitalar detectou o surto de um vírus sazonal denominado Vírus Sincicial Respiratório (VSR) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal.

A presença do vírus também foi confirmada em algumas áreas do ambiente da UTI. Nas unidades de terapia intensiva, está suspensa a internação de novos pacientes.

15 bebês infectados

O hospital confirmou a infecção de 15 bebês. Um deles teve alta. Outro recém-nascido morreu. O hospital não confirmou a relação do óbito com o vírus.

O recém-nascido sofria de cardiopatia grave e estava internado há dois meses. Treze crianças permanecem internadas em outra área de isolamento na UTI Neonatal.

Vírus Sincicial Respiratório

O VSR é um vírus que provoca doenças respiratórias e é potencialmente perigoso para pacientes já debilitados. O tratamento dos infectados está sendo feito com o anticorpo monoclonal.

Em Março deste ano, este hospital foi escolhido pelos usuários como a melhor maternidade pública de São Paulo.


Ver mais notícias sobre os temas:

Vírus

Atendimento Médico-Hospitalar

Cuidados com o Recém-nascido

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.