Vacina contra catapora aumenta casos de herpes-zóster

Vacina de catapora

A vacinação de crianças contra catapora pode quase dobrar a incidência de herpes-zóster na população em geral, sobretudo em adultos mais jovens.

O efeito ocorre porque a vacinação reduz a probabilidade de que adultos que tenham tido catapora (ou varicela) na infância sejam re-expostos ao vírus - a re-exposição aumenta a imunidade contra o herpes-zóster, que é causada pelo mesmo vírus, o vírus da varicela-zóster.

Em um estudo publicado na revista médica eLife, cientistas das universidades de Antuérpia e Hasselt (Bélgica) previram que o efeito temporário do aumento nos casos de herpes-zóster induzido pela vacina é predominante em adultos de 31 a 40 anos de idade.

Esta é uma faixa etária mais jovem do que se previa anteriormente para esse efeito - que já era conhecido. A boa notícia é que esta faixa etária tem menor risco de desenvolver sintomas mais graves do herpes-zóster.

Imunidade contra herpes-zóster

O novo modelo desenvolvido pela equipe belga também questiona resultados anteriores sobre o período de tempo que a re-exposição ao vírus catapora-zóster gera imunidade contra o herpes-zóster. Acreditava-se que o efeito durasse até 20 anos, mas a modelagem computacional publicada agora defende que a imunidade dura apenas dois anos.

"Ficamos surpresos ao descobrir que a re-exposição à catapora seja benéfica por tão poucos anos, e também que o efeito mais pronunciado da vacinação no aumento dos casos de herpes-zóster incida sobre os adultos mais jovens," disse o professor Benson Ogunjimi.

Muitos países têm evitado a vacinação universal contra a catapora em crianças porque se acredita que os benefícios da redução da catapora sejam superados pelos danos causados pelo aumento do herpes-zóster.

Herpes-zóster

O herpes-zóster ocorre mais frequentemente em pessoas com um estado imunológico deficiente, em situações que vão do contágio pelo HIV até situações de estresse excessivo.

Também se acredita que o envelhecimento aumente a suscetibilidade, embora este novo modelo questione essa conclusão. Em estudos anteriores, Ogunjimi e seus colegas mostraram que o aumento do risco da doença induzido pelo envelhecimento é agravado por infecções por citomegalovírus, um outro vírus da família do herpes.


Ver mais notícias sobre os temas:

Vacinas

Vírus

Cuidados com a Pele

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.