Vacina contra Doença de Chagas mostra elevada eficácia

Poucos dias depois que uma equipe de cientistas apresentou uma potencial cura para a Doença de Chagas, outro grupo agora promete uma vacina contra a doença.

A formulação, chamada asTcVac3, ofereceu mais de 90% de proteção contra a infecção crônica nos testes realizados em camundongos infectados com o Trypanosoma cruzi.

A equipe da Universidade do Texas (EUA) afirma que seu fármaco poderá ainda interromper os danos irreversíveis ao coração, causados pela Doença de Chagas, em cerca de 30% das pessoas já infectadas.

"Isto marca um grande avanço científico - uma vacina com uma eficácia sem precedentes para uma doença parasitária sem cura para os infectados crônicos," disse Nisha Garg, uma das autoras da pesquisa, publicada na revista científica PLOS One.

"Se essa vacina se mostrar prática, ela poderá ser aprovada em cerca de cinco anos para uso em cães, que são os hospedeiros reservatórios da doença," disse a pesquisadora.

Mais do que isso, o estudo mostra que uma vacina contra a Doença de Chagas é factível, algo considerado impossível há cerca de 10 anos - muitos pesquisadores acreditam que a doença é resultado de um efeito autoimune, gerado pelo sistema imunológico do próprio paciente.

O fármaco TcVac3 foi produzido a partir de análises computacionais e de bioinformática, que rastrearam o genoma do T. cruzi em busca de potenciais antígenos para destruir o parasita.

Os testes em cães já começaram, e a equipe também está trabalhando em novas análises in vitro, usando células de pacientes infectados.


Ver mais notícias sobre os temas:

Vacinas

Sistema Imunológico

Coração

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.