Começa teste da primeira vacina contra Mal de Parkinson

Vacina contra Parkinson

Dez pessoas com doença de Parkinson receberam esta semana injeções da primeira vacina destinada a combater a doença.

Ao todo, 32 pessoas receberão a vacina no primeiro teste em seres humanos.

O objetivo é verificar se a vacina é segura, mas os pesquisadores também vão monitorar os sinais de melhora dos sintomas.

O teste está sendo financiado pela fundação do ator Michael J.Fox, que tem a doença.

Alfa-sinucleína

Chamado PD01A, a droga pretende induzir o sistema imunológico do organismo a destruir a proteína alfa-sinucleína.

Embora ainda não esteja claro quais são as verdadeiras origens do Mal de Parkinson, alguns cientistas acreditam que a alfa-sinucleína possa desencadear a doença, acumulando-se no cérebro e atrapalhando a produção de dopamina.

A vacina foi produzida pela empresa austríaca Affiris, que afirma que seu fármaco é o primeiro tratamento a alvejar a causa da doença.

"Quando gera aglomerados nas células, a alfa-sinucleína perturba os níveis normais de dopamina, travando-a no interior das células que a produzem. Ela também é tóxica, matando neurônios e suas conexões," disse Markus Mandler, diretor de desenvolvimento pré-clínico da empresa.

A maioria dos tratamentos existentes apenas alivia os sintomas, aumentando os níveis de dopamina.

Origens do Mal de Parkinson

Várias pesquisas afirmam que o Mal de Parkinson não é uma doença única, e pode nem mesmo se originar no cérebro:

Contudo, ainda que não produza os resultados esperados, o teste da vacina ajudará a verificar a teoria dominante sobre a doença e, eventualmente, ajudar os cientistas a ligarem os muitos pontos do Mal de Parkinson.


Ver mais notícias sobre os temas:

Vacinas

Neurociências

Cérebro

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.