Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

11/07/2012

Vacina da gripe H1N1 pode causar doença neurológica

Redação do Diário da Saúde

Síndrome de Guillain-Barré

A vacina contra a gripe A (H1N1), também conhecida como gripe suína, está "associada com um pequeno, porém significativo risco de síndrome de Guillain-Barré".

A conclusão é de um estudo realizado por Philippe De Wals e seus colegas da Universidade Laval de Quebec (Canadá), e publicado no Journal of the American Medical Association.

"Acredita-se que essa doença seja autoimune, mas acionada por um estímulo externo," dizem os pesquisadores. A vacina seria um possível estímulo externo.

Risco por idade

O estudo é do tipo epidemiológico: dos 4,4 milhões de pessoas vacinadas entre Outubro de 2009 e março de 2010, 83 desenvolveram a síndrome de Guillain-Barré.

O surgimento dos sintomas variou de 4 a 8 oito semanas depois que as pessoas tomaram a vacina.

"O número de casos atribuíveis à vacinação foi de aproximadamente 2 casos para cada 1 milhão de doses [da vacina]. O risco aumentado foi observado apenas em pessoas com 50 anos de idade ou mais," diz o estudo.

Provável

"Em Quebec, o risco individual de internação após uma gripe A(H1N1) foi de 1 em 2.500, e o risco de morte foi de 1/73.000.

"A vacina contra o vírus H1N1 foi muito eficaz na prevenção de infecções e complicações. É provável que os benefícios da vacinação compensem os riscos," concluem os autores.


Ver mais notícias sobre os temas:

Vacinas

Infecções

Vírus

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão