Vacinação contra gripe é eficaz no Sul mas falha no Nordeste

Gripes regionais

A vacinação contra a gripe em idosos foi eficaz para a região Sul, mas não para a região Nordeste do Brasil.

A conclusão é de Janessa de Fátima Morgado de Oliveira e José Leopoldo Ferreira Antunes, da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP.

A inadequação entre o período do ano em que a vacinação é realizada e a variação sazonal da mortalidade por gripe e pneumonia na região Nordeste são apontadas como possíveis fatores que teriam contribuído para esse resultado.

Excesso de mortalidade

Janessa levantou dados de população e mortalidade por gripe e pneumonia junto a duas fontes nacionais, a Fundação IBGE e o DATASUS.

Foram estimados coeficientes semanais de mortalidade com ajuste por diferenças na distribuição por sexo e por idade.

Para comparação, foram estudados os períodos de 1999 a 2009, em que a vacinação foi realizada, e de 1996 a 1998, quando não houve vacinação.

Durante o período de vacinação, a média anual do número de períodos com excesso de mortalidade foi reduzida em 32,8% na região Sul, mas apenas em 4,5% na região Nordeste.

Vacinação sem efetividade

Na região Sul, a duração média dos períodos com excesso de mortalidade foi reduzida em 66,2%, e a mortalidade por semana caiu 43,9%.

Na região Nordeste, ao contrário, a duração média de tais períodos aumentou 22,2% e a mortalidade atribuível à influenza por semana aumentou 140,2%.

Segundo Janessa, há duas explicações possíveis para esses aumentos verificados na região Nordeste.

A primeira delas é uma hipotética melhoria na qualidade dos dados sobre mortalidade na região, coincidente com o período de estudo.

Já a segunda explicação estaria relacionada à inadequação do período da campanha de vacinação na região.

"Tais excessos são verificados praticamente nas mesmas semanas epidemiológicas em que as campanhas são conduzidas; isso demonstra que a vacinação é posterior ao período de maior circulação viral na região," disse a pesquisadora.


Ver mais notícias sobre os temas:

Vacinas

Prevenção

Vírus

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.