Vegetais neutralizam genes de risco cardíaco

Vegetais contra o gene

Pessoas que são geneticamente suscetíveis a doenças cardíacas podem reduzir seus índices de risco comendo muitas frutas e vegetais crus.

Cinco ou mais porções diárias são suficientes para neutralizar as versões de um gene no cromossomo 9.

Os pesquisadores estudaram mais de 27.000 pessoas em todo o mundo, incluindo Europa, China e América Latina.

Suas conclusões mostram que as dietas saudáveis enfraquecem o efeito do gene.

Refeições verdes

Os resultados sugerem que indivíduos com a versão de alto risco do gene (chamada 9p21) que consumiram uma dieta repleta de vegetais crus, frutas e bagas, apresentaram um risco de ataque cardíaco semelhante ao de pessoas com uma variante de baixo risco do mesmo gene.

"Nossos resultados suportam a recomendação de saúde pública para consumir mais do que cinco porções de frutas ou vegetais [por dia] como forma de promover a boa saúde," afirmou a professora Sonia Anand, da Universidade McMaster (Canadá).

Os cientistas afirmam que agora precisam fazer novos estudos para descobrir como a dieta age diretamente sobre esses genes.

Cinco porções de vegetais por dia

Uma porção de frutas ou vegetais pesa 80 gramas, o que equivale a uma banana pequena, ou uma cenoura pequena, ou uma maçã média.

A recomendação é que um adulto ingira cinco dessas porções por dia.

Veja o que conta para atender a essa recomendação:

  • Frutas e vegetais crus e frescos;
  • frutas e legumes congelados;
  • frutas secas, como passas, tâmaras, sultanas e figos;
  • frutas e vegetais enlatados;
  • frutas e legumes cozidos em pratos como sopas, guisados ou pratos de massas;
  • um copo (150 ml) de suco com 100% de frutas ou vegetais, sem açúcar;
  • feijões e leguminosas; estes contam apenas como uma porção por dia, não importando o quanto você coma.


Ver mais notícias sobre os temas:

Prevenção

Alimentação e Nutrição

Coração

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.