Verão exige cuidados especiais com o sistema circulatório

Evite os riscos de complicações vasculares no verão
Deve-se evitar corridas e jogos de praia, como vôlei e futevôlei, nos horários mais quentes, entre 10h e 16h.
[Imagem: Fernando Frazão/Agencia Brasil]

Vasodilatação

Com o início do verão e o aumento das temperaturas, há alguns cuidados que você tomar tomar para garantir a saúde seu coração.

Isto porque, nesta época do ano, ocorrem mudanças fisiológicas no corpo humano, afetando o sistema cardíaco. Um dos efeitos mais recorrentes é a vasodilatação, que ocasiona inchaço nos membros inferiores.

"Você tem uma dilatação dos vasos e isso gera aumento da estase venosa, ou dificuldade de o sangue dos membros inferiores chegar ao coração. Isso se torna mais lento e, muitas vezes, esse sangue sai de dentro para fora do vaso. Isso leva ao inchaço, aos edemas dos membros inferiores," explica o cardiologista Júlio Peclat.

No geral o fenômeno é benigno, mas também pode ser sinal de problemas como a insuficiência venosa crônica, varizes, edema linfático ou trombose.

"Sempre que isso fugir um pouco do normal, a dica é procurar um angiologista ou cirurgião vascular para fazer um exame vascular mais detalhado", disse Peclat.

Cuidados com a alimentação e exercícios

Em função dos riscos, é importante ter alguns cuidados para diminuir a possibilidade desse inchaço.

A hidratação é importante - de preferência com água. A alimentação também deve ser leve, evitando comidas gordurosas ou pesadas, dando preferência a carnes brancas e saladas. O sal deve ser reduzido porque absorve muito líquido e pode colaborar para o inchaço dos membros inferiores e superiores.

Evitar ambientes muito quentes e exposição direta ao sol, evitar ficar muitas horas sentado na mesma posição ou em pé, sempre caminhar um pouco, mesmo que seja dentro do ambiente menor, são precauções importantes.

Mas não se trata de fazer exercícios físicos a qualquer custo, em qualquer lugar ou a qualquer hora.

Deve-se evitar, por exemplo, corridas e jogos de praia, como vôlei e futevôlei, nos horários mais quentes, entre 10h e 16h, e usar boné, viseiras, óculos e chapéus. "Usar tudo que tem direito para se proteger," destaca o cardiologista.

As crianças e idosos devem ter cuidados redobrados uma vez que, nessas fases, os mecanismos responsáveis pela termorregulação não são tão eficientes.


Ver mais notícias sobre os temas:

Diversão

Atividades Físicas

Coração

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.