Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

08/03/2012

Verme parasita vira nova arma contra alergias

Redação do Diário da Saúde
Verme parasita vira nova arma contra alergias
Os pesquisadores descobriram que uma grande proporção das pessoas tolerantes a um tipo de verme parasita intestinal - os helmintos - apresenta menores níveis de alergias. [Imagem: Rick Maizels Lab]

Vermes contra alergias

Um verme parasita pode ser a nova esperança na luta contra as alergias.

A alegação soa estranha depois de séculos de luta contra os microrganismos e o uso da higiene pessoal como forma de melhorar a saúde pública.

Mas parece que o mundo ocidental foi longe demais, e eliminou microrganismos que ajudavam o ser humano a desenvolver imunidade própria contra esses patógenos.

Segundo o Dr. Rick Maizels, da Universidade de Edimburgo (Escócia), essa limpeza excessiva é a explicação para o crescimento inédito das alergias.

Excesso de higiene

A alegação vem reforçar a chamada Hipótese da Higiene, que demonstra que a limpeza excessiva faz as pessoas adoecerem mais e terem mais alergias.

O Dr. Maizels acredita que a saída para as alergias induzidas pelo excesso de higiene pode ser encontrada nos próprios germes eliminados da convivência com os humanos.

Eles estão trabalhando para isolar o componente desses microrganismos que é responsável pelo efeito redutor sobre as alergias quando as pessoas são expostas a eles.

Assim, as pessoas poderão se defender das alergias sem precisar submeter a si próprias e aos seus filhos a sessões de "emporcalhamento".

Helmintos

Os pesquisadores descobriram que uma grande proporção das pessoas tolerantes a um tipo de verme parasita intestinal - os helmintos - apresenta menores níveis de alergias.

"Os helmintos estão instruindo o sistema imunológico a ser menos reativo, o que faz sentido porque o sistema imunológico não elimina os parasitas. Isso não é bom para os seres humanos, mas o que parece ser bom é que os helmintos têm o efeito de enfraquecer as alergias," disse o Dr. Maizels.

Os pesquisadores isolaram as moléculas que parecem estar envolvidas no processo que resulta em um forte "amortecimento das alergias".

Sujeira na medida certa

Será necessário mais cerca de um ano para completar os testes de cada molécula individualmente.

A seguir, eles esperam encontrar um parceiro industrial interessado no desenvolvimento de um fármaco que possa ser testado em humanos.

Até lá, segundo o pesquisador, para combater o problema das alergias, "nós precisamos apenas alcançar a porção correta de sujeira."

Descoberta nova molécula na luta contra as alergias


Ver mais notícias sobre os temas:

Alergias

Higiene Pessoal

Sistema Respiratório

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Cientistas dizem ter descoberto cura definitiva para alcoolismo

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?