Vinho tinto tem efeito similar ao exercício físico

Resveratrol

Por mais estranho que possa parecer, cientistas estão sugerindo que o ingrediente saudável do vinho tinto, o resveratrol, pode prevenir os efeitos negativos causados pelo estilo de vida sedentário.

O estudo, publicado no conceituado periódico científico FASEB Journal, concluiu que a ingestão diária de resveratrol previne os efeitos nocivos que a ausência de gravidade exerce sobre os músculos e o metabolismo ósseo dos astronautas.

O trabalho descreve experiências em ratos que simularam a ausência de gravidade dos voos espaciais.

O grupo que ingeriu resveratrol não desenvolveu resistência à insulina ou perda de densidade mineral óssea, como aconteceu com aqueles que não foram alimentados com resveratrol.

Solução temporária

"Há uma quantidade esmagadora de dados mostrando que o corpo humano necessita de atividade física, mas, para alguns de nós, engajar-se nessas atividades não é fácil.

"Um ambiente de baixa gravidade torna isso quase impossível para os astronautas. Aqui embaixo as barreiras à atividade física são igualmente desafiadoras, sejam doenças, lesões, ou um trabalho de escritório.

"O resveratrol pode não ser um substituto para o exercício, mas pode retardar a deterioração até que alguém possa começar a se mover novamente," afirmou Gerald Weissmann, editor da revista científica.

Exercício em garrafas

Extrapolando os resultados obtidos com o ambiente de ausência de gravidade, os pesquisadores sugerem que o resveratrol pode igualmente ser capaz de prevenir as consequências danosas dos comportamentos sedentários dos seres humanos em condições de gravidade normal.

Os resultados do estudo também demonstram alguns dos mecanismos pelos quais o resveratrol age para impedir a perda óssea e muscular gerada pela falta de atividade.

O composto resveratrol é encontrado no vinho tinto, embora o álcool presente no vinho possa ter efeitos nocivos para a saúde.


Ver mais notícias sobre os temas:

Atividades Físicas

Alimentação e Nutrição

Drogas Lícitas

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.