Você nem sempre sabe o que está falando

Você nem sempre sabe o que está falando
O resultado inusitado do experimento é o seguinte: Você não pensa e fala: você fala e fica sabendo o que falou ouvindo a si mesmo.
[Imagem: Wikimedia]

Se você acha que sabe o que fala, é melhor pensar de novo antes de falar.

O modelo padrão que tenta explicar nossa comunicação estabelece que as pessoas elaboram o que querem dizer em suas mentes, e depois vocalizam o resultado de suas maquinações cerebrais.

Mas parece que não existe algo como "Penso, logo falo".

Andreas Lind e seus colegas da Universidade de Lund (Suécia) demonstraram experimentalmente que, em determinadas situações, o falante só toma consciência do que está dizendo ouvindo a própria voz, ou seja, depois que ele já falou.

No experimento, voluntários foram submetidos ao chamado "Teste de Stroop" - no qual a pessoa vê, por exemplo, a palavra azul impressa em vermelho, e deve dizer o nome da cor (neste caso, vermelho).

Lind então teve uma ideia: ele montou um aparato no qual os voluntários pronunciavam palavras mas, por meio de uma manipulação realizada no laboratório e fones de ouvido, eles ouviam-se dizendo outra coisa - as respostas eram gravadas e depois inseridas nas repetições dos experimentos.

O resultado foi que mais de 60% das manipulações passaram despercebidas e, dessas, 85% foram aceitas pelos voluntários como se tivessem sido produzidas por eles mesmos naquele momento.

Em outras palavras, o voluntário respondia "vermelho", mas ouvia "azul" no fone de ouvido - e garantia ter dito "azul".

Lind explica a lógica: "Se usássemos o feedback auditivo para comparar o que dizemos com uma intenção bem específica, então qualquer incompatibilidade deveria ser detectada rapidamente. Mas, se o feedback é um fator poderoso em um processo interpretativo dinâmico, então a manipulação passa despercebida."

Assim, o conselho popular de que os ouvidos que mais precisam ouvir são aqueles mais próximos da boca que fala é mais significativo do que parece.


Ver mais notícias sobre os temas:

Mente

Audição

Concentração

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.