05/09/2008

Células produtoras de insulina são criadas sem uso de células-tronco

B. D. Colen
Células produtoras de insulina são criadas sem uso de células-tronco
Imagem imunofluorescente de uma célula adulta do pâncreas de um camundongo. As áreas em verde são as células exócrinas. As áreas em vermelho são insulina. As faixas azuis são vasos sangüíneos, remodelados pelas novas células beta produtoras de insulina.
[Imagem: Joe Zhou, Melton Lab]

Transformando um tipo de célula em outra

Em uma façanha de prestidigitação biológica que poderá dar uma reviravolta no campo da medicina regenerativa, Doug Melton e Qiao "Joe" Zhou, do Harvard Stem Cell Institute, nos Estados Unidos, anunciaram ter conseguido o que tem sido um sonho longamente perseguido e objetivo final dos biólogos desenvolvimentais - transformar diretamente um tipo de célula adulta totalmente formada em outro tipo de célula adulta.

Os pesquisadores relataram, em publicação na revista Nature, o uso de uma técnica chamada "reprogramação direta," que permitiu a transformação de células exócrinas de camundongos, que formam cerca de 95% do pâncreas, nas preciosas e raras células beta produtoras de insulina. Essas células beta, que compreendem cerca de um por cento do pâncreas, são as células que morrem no diabetes tipo 1.

Medicina regenerativa e a cura do diabetes

Além do seu valor no campo da medicina regenerativa, o trabalho também é um passo fundamental rumo ao desenvolvimento de um tratamento para o tipo 2 - e eventualmente do tipo 1 - do diabetes, um tratamento que poderá um dia eliminar a necessidades que os pacientes têm de monitorar continuamente o nível de açúcar no sangue e tomar medicações de ajuste dos níveis de insulina.

É importante notar, contudo, que ainda há numerosos obstáculos científicos a serem vencidos antes que o tratamento possa ser testado em humanos.

George Q. Daley, ex-presidente da Sociedade Internacional de Pesquisas em Células-Tronco, afirmou que a descoberta é de um calibre que "irá revolucionar o que já é um campo revolucionário."

Sem necessidade de células-tronco pluripotentes

Ao contrário dos processos envolvidos na criação de células-tronco pluripotentes induzidas (iPS), que causou enorme entusiasmo desde sua introdução, dois anos atrás, pelo pesquisador japonês Shinya Yamanaka, esta técnica de reprogramação direta não exige a transformação das células adultas em células-tronco e então descobrir como induzi-las a se diferenciar no tipo de célula desejado.

Melton enfatiza, entretanto, que a reprogramação direta não elimina de forma nenhuma a necessidade ou o valor do trabalho com células-tronco iPS ou com células-tronco embrionárias humanas. "Nós precisamos atacar os problemas de múltiplos ângulos," disse Melton, enfatizando que seu laboratório está utilizando várias abordagens e irá continuar o trabalho com os dois tipos de células-tronco.


Ver mais notícias sobre os temas:

Células-tronco

Genética

Dietas e Emagrecimento

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.