26/08/2021

A decoração da sua casa mostra sua personalidade

Redação do Diário da Saúde
A decoração da sua casa mostra sua personalidade
Representação do espaço de vida de um adulto idoso saudável - os raios diagonais nítidos refletem a ordem no ambiente.
[Imagem: The University of Texas at Austin]

Lar, doce lar

O velho ditado "Lar é onde o coração está" recebeu alguns argumentos para apoiá-lo.

Pesquisadores descobriram que fotos do espaço de uma pessoa podem apontar com precisão os traços de personalidade e o humor das pessoas que moram lá, especialmente à medida que a pessoa envelhece.

O estudo envolveu 286 pessoas com mais de 65 anos, todas saudáveis. Os pesquisadores tiraram fotos dos cômodos onde os voluntários passavam mais tempo (normalmente a sala de estar) e descobriram que certas características da personalidade das pessoas se refletiam em elementos centrais da decoração dos cômodos.

As fotos foram avaliadas por examinadores independentes, que analisaram características da sala, como brilho, limpeza e se o ambiente parecia novo ou antigo.

Mostre-me sua sala e te direi como és

Um sentimento de extroversão foi expresso na decoração da sala com itens novos e uma decoração alegre. Isso pode vir do desejo de tornar a sala atraente para amigos e familiares em visita.

A consciência foi associada à aparência de nova e ao conforto. Como a ordem e a organização são componentes-chave desse traço de personalidade, isso pode explicar a associação, dizem os pesquisadores.

Amabilidade, franqueza e neuroticismo não se mostraram associados à decoração da sala. Mas uma personalidade aberta era evidente na decoração para os adultos mais velhos que moram sozinhos, sugerindo que as pessoas que moram com outras pessoas podem não ter tanta abertura para expressar suas personalidades na decoração.

Gosto do meu lar

Uma das principais conclusões da pesquisa é que, quando um espaço de vida corresponde à personalidade e às preferências da pessoa que mora nele, os adultos mais velhos relataram maior bem-estar.

"Pessoas que têm uma correspondência entre personalidade e espaço de vida relatam melhor bem-estar, se sentem melhor com sua vida e têm um humor melhor," disse a professora Karen Fingerman, da Universidade do Texas em Austin (EUA). "O lar é onde podemos nos expressar."

A equipe sugere que a aplicação desses resultados pode ajudar as pessoas a levarem uma vida mais feliz, sobretudo os idosos com fragilidade ou deficiência cognitiva, que precisam ser transferidos de suas casas para instituições de longa permanência.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Late Life in the Living Room: Room Décor, Functional Limitations, and Personality
Autores: Karen L. Fingerman, Yijung K. Kim, Shiyang Zhang, Yee To Ng, Kira S. Birditt
Publicação: The Gerontologist
DOI: 10.1093/geront/gnab093
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Qualidade de Vida

Sentimentos

Relacionamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.