13/08/2021

Dieta mediterrânea é mais do que uma lista de alimentos saudáveis

Redação do Diário da Saúde
Dieta mediterrânea é mais do que uma lista de alimentos saudáveis
O que se sabe é que a Dieta Mediterrânea é boa em qualquer parte do mundo, embora as pessoas não saibam segui-la.
[Imagem: Archon6812/Wikipedia]

Dieta congelada no tempo

A dieta mediterrânea ganhou fama no mundo todo, mas o que hoje se apregoa já está distante do modo de alimentação que justifica a longevidade dos povos ao redor do Mar Mediterrâneo.

Se quisermos recuperar a dieta mediterrânea, bem como seus benefícios para a saúde e o meio ambiente, temos que deixar de tratá-la como um modelo idealizado congelado no tempo nos anos 1960, dizem pesquisadores da Universidade Aberta da Catalunha (Espanha).

Segundo os pesquisadores, para encorajar os cidadãos a seguirem mais uma vez os princípios desta dieta, é necessário adotar uma abordagem abrangente que considere tanto seus alimentos quanto seus rituais e costumes.

A equipe destaca que comer na companhia de outras pessoas, compartilhar alimentos e usar produtos locais são igualmente importantes para a nossa saúde e o meio ambiente, e seus benefícios incluem regular nosso apetite e favorecer a escolha de refeições mais saudáveis.

"Com o tempo, passamos a entender que a dieta mediterrânea, além de um modelo de alimentação saudável, é um modelo cultural - como a UNESCO reconheceu em 2013 - que envolve uma certa forma de se alimentar: Em companhia ao redor de uma mesa, em vez de assistindo TV ou olhando o celular, e com uma comida que, embora muito saborosa, quase não contém produtos industrializados," disse o professor Xavier Medina.

Aspectos culturais da alimentação

De acordo com os estudos da equipe, é preciso contemplar a dieta mediterrânea como uma série de aspectos culturais que configuram a forma como nos alimentamos, e não apenas como uma tabela de alimentos.

"Em vez de recomendar apenas os produtos que as pessoas comiam no passado, temos que começar observando os alimentos que as pessoas comem agora e como os consomem. Nosso estilo de vida mudou e não comemos mais como fazíamos há 50 anos. Não apenas porque o nosso horário de trabalho é diferente, temos menos tempo para cozinhar ou cada vez mais comemos diante de uma tela, mas também porque os produtos, os seus tempos de cozimento e os utensílios e aparelhos que utilizamos para os preparar também são diferentes. É por isso que campanhas que propõem um modelo impossível de seguir na sociedade moderna fracassam," concluiu Medina.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Looking for Commensality: On Culture, Health, Heritage, and the Mediterranean Diet
Autores: Francesc-Xavier Medina
Publicação: International Journal of Environmental Research and Public Health
Vol.: 18(5), 2605
DOI: 10.3390/ijerph18052605

Artigo: Obesity, Mediterranean Diet, and Public Health: A Vision of Obesity in the Mediterranean Context from a Sociocultural Perspective
Autores: Francesc Xavier Medina, Josep M. Solé-Sedeno, Anna Bach-Faig, Alicia Aguilar-Martínez
Publicação: International Journal of Environmental Research and Public Health
Vol.: 18, 3715
DOI: 10.3390/ijerph18073715
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Dietas e Emagrecimento

Relacionamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.