25/08/2020

Nova tecnologia para fazer exames de ultra-som

Redação do Diário da Saúde
Nova tecnologia para fazer exames de ultra-som
Esquema da tecnologia e protótipo da tela, que mostra a imagem diretamente, sem necessidade de processamento intermediário.
[Imagem: Hyeonggeun Yu et al. - 10.1021/acsami.0c05615]

Nova tecnologia do ultra-som

Pesquisadores descobriram uma nova técnica para criar imagens de ultra-som, uma técnica não-invasiva para fazer vários tipos de exames, incluindo o pré-natal.

A nova abordagem é substancialmente mais simples do que as técnicas existentes e pode reduzir significativamente os custos da tecnologia e, por decorrência, dos exames.

"Os aparelhos de ultra-som convencionais têm um receptor que detecta ondas ultrassônicas e as converte em um sinal elétrico, que é então enviado a um computador que processa o sinal e o converte em imagem. Criamos um dispositivo que efetivamente elimina de uma vez por todas o processamento do sinal elétrico," disse o professor Xiaoning Jiang, da Universidade Estadual da Carolina do Norte (EUA).

A grande novidade é um receptor que incorpora um cristal piezoelétrico e um diodo orgânico emissor de luz (OLED), como os usados nas telas de celulares e TVs mais modernas. Quando uma onda ultrassônica atinge o cristal piezoelétrico, ele produz uma voltagem, que faz com que o OLED acenda.

Em outras palavras, a imagem aparece diretamente na tela de OLED, que está embutida no próprio receptor.

"Nosso protótipo é uma prova de conceito, então nós o projetamos com uma matriz OLED de 10 por 10 píxeis; a resolução não é ótima. No entanto, posso facilmente torná-la 500 por 500 píxeis, aumentando substancialmente a resolução," disse o pesquisador Franky So.

Embora a tecnologia ainda tenha que ser desenvolvida para melhorar a qualidade da imagem, a equipe afirma que a diminuição do custo do aparelho e dos exames é um ganho já garantido.

"As sondas de imagem de ultra-som convencionais podem custar mais de US$ 100.000 porque contêm matrizes de transdutores com milhares de elementos, o que aumenta os custos de fabricação," disse So. "Podemos fazer unidades de receptor-tela de ultra-som por US$ 100 mais ou menos."

Checagem com artigo científico:

Artigo: Direct Acoustic Imaging Using a Piezoelectric Organic Light-Emitting Diode
Autores: Hyeonggeun Yu, Jinwook Kim, Howuk Kim, Nilesh Barange, Xiaoning Jiang, Franky So
Publicação: ACS Applied Materials & Interfaces
Vol.: 12, 32, 36409-36416
DOI: 10.1021/acsami.0c05615
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Exames

Gravidez

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.