01/10/2020

Pode até demorar, mas seu parceiro vai influenciar seus objetivos de vida

Redação do Diário da Saúde
Pode até demorar, mas seu parceiro vai influenciar seus objetivos de vida
"Isso pode ser um mecanismo adaptativo para manter a estabilidade do relacionamento, para não ser influenciado por todas as mudanças momentâneas feitas pelo parceiro."
[Imagem: Yoann Boyer/Unsplash]

Compartilhando objetivos

A longo prazo, o que um dos parceiros em um relacionamento de duas pessoas deseja evitar, o outro também acabando desejando - e o que um deseja alcançar, o outro também.

Esses efeitos foram observados independentemente do sexo, idade e duração do relacionamento, conforme relatam pesquisadores da Universidade da Basileia (Suíça) em um estudo com mais de 450 casais.

A equipe queria examinar a interdependência dos objetivos de vida de curto e longo prazo dos casais, detalhando o que era desejado e o que era indesejado.

A pergunta feita aos participantes envolvia a existência ou não de tentativas para evitar conflitos ou compartilhar experiências significativas com o parceiro e como isso afetava os objetivos de vida de longo prazo.

As metas de cada pessoa foram registradas diariamente ao longo de dois períodos de 14 dias, com um intervalo de 10 a 12 meses. A idade média dos 456 casais era de pouco menos de 34 anos, e a duração média do relacionamento era de quase 10 anos.

Efeitos retardados

Os dados mostraram que, quando uma pessoa do casal evitava desconfortos e conflitos, por exemplo, a outra tentava fazer o mesmo. E quando uma pessoa buscava crescimento pessoal e experiências significativas, a outra desejava alcançá-los também.

Mas apareceu um efeito retardado significativo entre os parceiros - independentemente do sexo, idade ou duração do relacionamento.

Ocorre que as metas diárias de um dos parceiros - que podem mudar de maneira brusca - coincidiram com as tendências das metas de médio e longo prazo do outro parceiro.

Portanto, leva vários dias - até meses em alguns casos - para que os objetivos do relacionamento de um dos parceiros tenham um impacto sobre os objetivos do outro.

"Isso pode ser um mecanismo adaptativo para manter a estabilidade do relacionamento, para não ser influenciado por todas as mudanças momentâneas feitas pelo parceiro," disse a professora Jana Nikitin.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Interdependence of Approach and Avoidance Goals in Romantic Couples Over Days and Months
Autores: Jana Nikitin, Jenna Wünsche, Janina L. Bühler, Rebekka Weidmann, Robert P Burriss, Alexander Grob
Publicação: The Journals of Gerontology: Series B
DOI: 10.1093/geronb/gbaa149
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Relacionamentos

Comportamento

Sentimentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2020 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.