24/08/2021

Quando a pandemia irá acabar?

Redação do Diário da Saúde
Quando a pandemia irá acabar?
Parâmetros teóricos ótimos de vacinação para atingir a imunidade de rebanho.
[Imagem: Shilei Zhao et al. - 10.15302/J-QB-021-0256]

Vacinas e mais

A disponibilidade de vacinas oferece uma solução promissora para conter a pandemia de covid-19.

No entanto, ainda não está claro se a vacinação em larga escala pode de fato conter a pandemia e em quanto tempo.

E, de fato, a vacinação por si só pode não interromper a pandemia em alguns cenários, e intervenções não farmacêuticas são necessárias para complementar a vacinação e acelerar o fim da pandemia.

Esta é a conclusão de cientistas que desenvolveram um modelo epidêmico para explorar a dinâmica da pandemia em cenários de vacinação e intervenções não farmacêuticas, como uso de máscaras e distanciamento social.

Pandemia pode não acabar

A equipe parametrizou explicitamente fatores-chave relacionados à vacinação, incluindo a duração da imunidade, a eficácia das vacinas, a taxa diária de vacinação, etc. O modelo foi então aplicado ao números de casos diários confirmados em Israel e nos EUA, para tentar explorar e prever tendências de vacinação com base na situação epidêmica e nas medidas de intervenção adotadas em cada país.

"Em Israel, mais da metade da população já estava totalmente vacinada e, sob o esquema de vacinação atual, a pandemia estava prevista para terminar entre 14 de maio de 2021 e 26 de agosto de 2021, assumindo que a imunidade persistisse por algo entre 180 e 365 dias, e com ou sem intervenções não farmacêuticas.

"Para os EUA, se assumirmos a taxa de vacinação atual (0,268% ao dia) e a intensidade das intervenções não farmacêuticas, a pandemia terminará entre 20 de janeiro de 2022 e 19 de outubro de 2024, assumindo que a imunidade persista por entre 180 dias a 365 dias. No entanto, presumindo que a imunidade persista por 180 dias e nenhuma intervenção não farmacêutica seja implementada, a pandemia não terminará e, em vez disso, alcançará um estado de equilíbrio, com uma proporção da população permanecendo ativamente infectada," disse Hua Chen, do Instituto de Genômica de Pequim (China), participante do estudo.

Imunidade coletiva

Segundo o modelo, para que se atinja a imunidade coletiva, acabando com a pandemia, a taxa diária de vacinação deve ser decidida de acordo com a eficácia da vacina usada e a duração da imunidade.

Em algumas situações, contudo, a vacinação por si só não consegue interromper a pandemia - como no caso dos EUA - e intervenções não farmacêuticas são necessárias para complementar a vacinação e acelerar o fim da pandemia.

Considerando que a eficácia da vacina e a duração da imunidade podem ser reduzidas para novas cepas mutantes, é necessário permanecer cautelosamente otimista sobre a perspectiva de acabar com a pandemia somente com a vacinação, dizem os pesquisadores.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Will the large-scale vaccination succeed in containing the covid-19 pandemic and how soon?
Autores: Shilei Zhao, Tong Sha, Chung-I Wu, Yongbiao Xue, Hua Chen
Publicação: Quantitative Biology
DOI: 10.15302/J-QB-021-0256
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Epidemias

Vacinas

Prevenção

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.