Vacina experimental contra zika evita microcefalia em cobaias

Vacina experimental contra zika evita microcefalia em cobaias
Pesquisadores brasileiros apresentaram recentemente uma vacina dupla, que age contra meningite e zika.
[Imagem: Antoninho Perri/Unicamp]

Vacina sem ovos e sem refrigeração

Cientistas da Universidade Católica de Lovaina (Bélgica) afirmam ter desenvolvido uma nova vacina contra o vírus zika.

"Para isso, nós nos baseamos na vacina contra a febre amarela. O vírus da febre amarela está intimamente relacionado ao vírus zika e é transmitido pelo mesmo mosquito. A vacina é muito segura e oferece proteção vitalícia," garante o professor Johan Neyts.

O principal benefício será evitar que o vírus cause microcefalia e outras condições graves em bebês.

"Nós substituímos um pedaço da informação genética da vacina contra a febre amarela com o código correspondente do vírus zika. Para projetar a vacina, nós usamos uma nova tecnologia que desenvolvemos anteriormente em nosso laboratório e que possibilita produzir a vacina em fermentadores, em vez de em ovos de galinha fertilizados.

"Outra vantagem importante é que a vacina permanece estável mesmo em altas temperaturas, o que faz muita diferença para uma vacina que também se destina a ser utilizada nos cantos mais remotos das áreas tropicais e subtropicais," disse Neyts.

A vacina mostrou-se eficaz em camundongos prenhes. Os filhotes das mães vacinadas desenvolveram-se normalmente e o vírus também não foi encontrado em seus cérebros ou outros órgãos.

"Essa proteção completa é notável," disse o Dr. Kai Dallmeier, membro da equipe: "Agora pretendemos desenvolver ainda mais a vacina, que poderá então ser usada para vacinar rápida e efetivamente a população em caso de um novo surto do vírus zika. Isso deve evitar muito sofrimento".

Antes disso, porém, será necessário passar por todas as etapas de avaliação de segurança e, a seguir, de testes em humanos.


Ver mais notícias sobre os temas:

Vacinas

Vírus

Gravidez

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.