28/04/2020

Biossensor detecta vírus da covid-19 no ambiente

Redação do Diário da Saúde
Biossensor detecta vírus da covid-19 no ar ambiente
A conjunção de uma técnica óptica (de luz) e uma técnica térmica (calor) garantiu maior precisão ao sensor. [Imagem: Guangyu Qiu et al. - 10.1021/acsnano.0c02439]

Detectar coronavírus no ambiente

Pesquisadores suíços desenvolveram um novo sensor de base biológica - um biossensor - capaz de detectar o novo coronavírus SARS-CoV-2, causador da pandemia de covid-19.

A grande novidade é que, diferentemente dos diversos testes já disponíveis, o biossensor detecta o vírus no ar ambiente em tempo real.

A expectativa é que, num futuro próximo, o sensor possa ser usado para medir a concentração do vírus no ambiente, por exemplo, em locais onde há grande número de pessoas, em quartos ou mesmo no monitoramento geral dos ambientes hospitalares.

Jing Wang e sua equipe da Laboratórios Federais Suíços de Ciência e Tecnologia de Materiais (EMPA) e do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETH) trabalham na medição, análise e redução de poluentes no ar, como aerossóis e nanopartículas produzidas artificialmente.

Eles então usaram seu conhecimento e seus desenvolvimentos tecnológicos para detectar partículas virais, como os coronavírus.

Exame PCR

Os melhores testes disponíveis para detectar vírus em infecções respiratórias usam um método molecular chamado "reação em cadeia da polimerase com transcrição reversa", ou RT-PCR. É um exame bem testado e capaz de detectar vírus em uma concentração muito baixa - mas, ao mesmo tempo, ele pode ser demorado, caro e não é isento de erros.

Wang desenvolveu um método de teste alternativo na forma de um biossensor que combina dois efeitos diferentes para detectar o vírus com segurança e confiabilidade: um óptico e um térmico.

Para demonstrar com que confiabilidade o novo sensor detecta o vírus causador da covid-19, os pesquisadores testaram-no juntamente com um vírus muito próximo: o SARS-CoV, que eclodiu em 2003 e desencadeou a pandemia de SARS. Os dois vírus - SARS-CoV e SARS-CoV-2 - diferem apenas ligeiramente em seu RNA.

E a validação foi bem-sucedida.

"Os testes mostraram que o sensor pode distinguir claramente entre as sequências de RNA muito semelhantes dos dois vírus," afirmou Wang. E os resultados ficam prontos em questão de minutos.

Biossensor detecta vírus da covid-19 no ar ambiente
Está tudo funcionando no laboratório. Agora resta transformar o experimento em um aparelho pronto para venda.
[Imagem: Guangyu Qiu et al. - 10.1021/acsnano.0c02439]

Do laboratório para a farmácia

A equipe já está trabalhando nas diversas etapas de desenvolvimento necessárias para transformar a capacidade de medir a concentração do coronavírus no ar em um produto comercial - por exemplo, um sistema que aspire o ar e concentre os aerossóis nele, que poderão então ser analisados pelo biossensor. Mas estas são etapas de engenharia, sem necessidade de novas descobertas.

Assim que o sensor estiver pronto, garante a equipe, o mesmo princípio poderá ser aplicado a outros vírus e ajudar a detectar e impedir epidemias em um estágio inicial.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.