15/05/2020

Chá verde pode ajudar nos esforços de perda de peso

Redação do Diário da Saúde
Chá verde pode ajudar nos esforços de perda de peso
Como o chá verde não atuou sobre a gordura abdominal, o óleo de canola é alternativa contra "pneuzinho" da cintura.[Imagem: Wikimedia/Veganbaking]

Chá verde contra obesidade

Pessoas que consumiram chá verde experimentaram um declínio significativo no peso corporal e no índice de massa corporal.

Esta é a conclusão de uma nova análise do saber científico disponível sobre o assunto até agora.

E com um importante fator de reforço: a meta-análise foi feita apenas com ensaios clínicos randomizados, um tipo de estudo científico de alta qualidade.

O levantamento foi conduzido pelos pesquisadores Israel do Nascimento e Nathalia Guimarães, da Universidade Federal de Minas Gerais, em parceria com cientistas chineses.

Gordura abdominal

A análise levou em conta 26 ensaios clínicos randomizados, incluindo 1.344 participantes.

Os resultados indicam que o peso corporal e o índice de massa corporal mudaram significativamente após o consumo do chá verde por períodos superiores a 12 semanas e com uma dose inferior a 800 mg/dia.

"Após a avaliação dose-resposta, a ingestão de chá verde alterou o peso corporal, com uma redução mais importante quando a dosagem de chá verde foi <500 mg/dia e a duração do tratamento foi de 12 semanas. Os resultados da presente meta-análise apoiam o uso de chá verde para a melhoria dos índices de obesidade. Assim, sugerimos que o uso do chá verde possa ser combinado com uma dieta equilibrada e saudável e exercício físico regular no manejo de pacientes obesos," escreveu a equipe.

Por outro lado, quem está pensando em afinar a silhueta não tem tantos motivos para se entusiasmar: a análise não mostrou mudança significativa em termos de circunferência da cintura com a suplementação de chá verde, mesmo quando os voluntários perdiam peso geral.

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.