12/03/2021

Composto natural promissor como anticoncepcional masculino

Redação do Diário da Saúde
Composto natural promissor como anticoncepcional masculina
A videira trovão de Deus já esteve envolvida em pesquisas para desenvolver um anticoncepcional masculino antes, mas envolvendo outro meio de ação.[Imagem: Wikipedia]

Triptonida

Pesquisadores descobriram um composto natural com efeitos contraceptivos masculinos quase ideais em estudos pré-clínicos.

Apesar dos enormes esforços nas últimas décadas, o progresso no desenvolvimento de anticoncepcionais masculinos não hormonais tem sido muito limitado.

A equipe do professor Zongliang Chang, do Instituto Lundquist (EUA), descobriu agora um composto natural que funciona como agente anticoncepcional masculino e que se mostrou seguro, eficaz e reversível em modelos animais pré-clínicos.

O composto é o triptonídeo - ou triptonida - que pode ser purificado a partir de uma erva da medicina tradicional chinesa chamada Tripterygium Wilfordii Hook F, também conhecida como "videira trovão de Deus". O composto também pode ser produzido por síntese química.

Doses orais únicas diárias de triptonídeo geraram espermatozoides alterados, com mínima ou nenhuma motilidade para frente, com perto de 100% de eficácia. Em consequência, isso gerou a infertilidade nos animais machos em períodos que variaram entre 3-4 e 5-6 semanas.

Assim que o tratamento é interrompido, os machos tornam-se férteis novamente em cerca de 4-6 semanas e podem produzir descendentes saudáveis. Nenhum efeito tóxico perceptível foi detectado no tratamento com triptonídeo de curto ou longo prazo.

Anticoncepcional masculino

Todos os dados sugerem que a triptonida é um agente anticoncepcional masculino não-hormonal altamente promissor porque parece atender a todos os critérios para um candidato a medicamento anticoncepcional viável, incluindo biodisponibilidade, eficácia, reversibilidade e segurança.

Uma bateria de análises bioquímicas realizada pela equipe indica ainda que a triptonida tem como alvo uma das últimas etapas durante a montagem do esperma, levando à produção de espermatozoides alterados sem a motilidade vigorosa necessária para a fertilização.

"[Isso foi possível] graças a décadas de pesquisa básica, que nos inspirou a desenvolver a ideia de que um composto que tem como alvo uma proteína crítica para as últimas etapas da montagem do espermatozoide levaria à produção de espermatozoides não funcionais sem causar depleção grave das células testiculares," disse o Dr. Wei Yan. "Temos a expectativa otimista de que seremos capazes de iniciar testes clínicos em humanos em breve para tornar o anticoncepcional masculino não hormonal uma realidade."

 

Fonte: Diário da Saúde - www.diariodasaude.com.br

URL:  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Cópia para uso pessoal. Reprodução proibida.